Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pensamento do Dia: Digam lá outra vez?

por Pedro Silva, em 12.01.18

O médio francês Ousmane Dembélé protagoniza a terceira transferência mais cara de sempre do futebol mundial, ao trocar o Borussia Dortmund pelo FC Barcelona, por 105 milhões de euros. (RTP, 25/08/2017)

 

A transferência do Philippe Coutinho do Liverpool para o Barcelona passou a ser a segunda maior da história do futebol mundial, visto que pode atingir os 160 milhões de euros (120 imediatos e mais 40 milhões por objetivos. (ABOLA, 06/01/2018)

 

Somados os valores das transferências de Dembélé e Coutinho, o FC Barcelona gastou a módica quantia de 265 milhões de euros em duas transferências.

 

Digam lá outra vez?

Mundo Deportivo.jpeg

sport.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

REAL MADRID DE OLHO EM PEROLA DO BARCELONA

por Pedro Silva, em 30.12.17

droriolbusquets.jpg 

Chama-se Oriol Busquets, tem 18 anos, e é visto como uma das joias da formação do Barcelona, clube ao qual está vinculado até 30 de junho de 2018.

Há muito que os blaugrana trabalham no sentido de renovar contrato com o jovem médio, até ver, sem o sucesso desejado.

Neste contexto, noticia o diário AS que a indefinição em torno do futuro de Oriol Busquets, visto em Camp Nou como o sucessor de Sergio Busquets, está a ser acompanhada com particular atenção pelo Real Madrid.

No entanto, o talento do médio ultrapassou fronteiras e também em Inglaterra e Itália se perfilam vários candidatos ao seu concurso. 

 

in ABOLA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:30

ronaldo1.jpg 

Ronaldo Nazário aproveitou a recente transferência de Neymar para lembrar a sua saída conturbada do Barcelona.

«Estou muito mais grato e ligado ao Real Madrid. Apesar de talvez ter feito a melhor época no Barcelona, a minha saída do clube foi muito má. Muito semelhante ao que aconteceu agora com Neymar», disse o antigo avançado ao canal Esporte Interativo.

O ‘Fenómeno’, como ficou conhecido, lembrou que a polémica entre Barcelona e jogadores brasileiros «é muito antiga»: «A direção do Barça já tinha feito algo semelhante com Romário. Depois aconteceu com o mesmo com Ronaldinho.»

 

in ABOLA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30

0-3: Barcelona ganhou o Clássico

por Pedro Silva, em 23.12.17

cristiano-ronaldo_1AM8672Thumb.jpg 

O Real Madrid, que teve muitas ocasiões de golo e jogou com dez desde a meia hora, não conseguiu fechar com uma vitória o ano dos cinco títulos.

 

O Real Madrid não foi capaz de vencer o Clássico, na despedida daquele que foi o ano com mais títulos na sua história. O conjunto blanco, que foi melhor na primeira parte e continuou a atacar na segunda, mesmo quando estava em inferioridade numérica, caiu no último encontro de 2017. O Barcelona aproveitou o bom arranque na segunda parte para fazer a diferença que ditou o triunfo. Um castigo demasiado pesado num jogo em que os comandados de Zidane tiveram muitas oportunidades, tendo actuado com com dez desde a expulsão de Carvajal, ao minuto 63. 

Kovacic foi a novidade no onze em relação à final do Mundial de Clubes. Aconchegado por um Bernabéu que apresentou um ambiente de grandes ocasiões, o Real Madrid começou melhor o desafio. No segundo minuto, Cristiano cabeceou para o fundo das redes, mas estava em fora de jogo. Os blancos procuravam criar situações de perigo através da combinação Marcelo-Cristiano pelo lado esquerdo. Muito activo, o português não conseguiu acertar na bola, após uma assistência de Kroos (10') dentro da área. Ainda que sem grandes ocasiões de golo, o jogo estava dinâmico e disputava-se mais no meio-campo azulgrana, onde o Real Madrid pressionava a saída com bola do rival.

Remate de Benzema ao poste
Se os de Zidane apostavam num jogo directo e vertical, o conjunto catalão matinha-se na expectativa com um futebol mais pausado. A sua primeira ocasião clara de golo surgiu aos 30': Paulinho ganhou nas costas da defesa e efectuou um disparo travado por Navas. A réplica surgiu logo na jogada seguinte, com Cristiano a rematar cruzado, obrigando Ter Stegen a defesa apertada com o pé. À medida que se aproximava o intervalo, as equipas estendiam mais o jogo. 

O REAL MADRID DISPUTARÁ NO DIA 4 DE JANEIRO, EM SORIA, O PRIMEIRO JOGO DE 2018.

Aos 39’, Paulinho voltou a obrigar Keylor a aplicar-se. E aos 42' Benzema teve a oportunidade mais flagrante dos madridistas. O francês rematou de cabeça ao poste e o equador do jogo chegou com um nulo. Após o descanso, Luis Suárez foi protagonista de várias incursões que iam dando muito que fazer a Navas. Aos 54 minutos, depois de uma rápida transição de Busquets e Rakitic, o uruguaio desfez o empate. Nove minutos mais tarde, surgiu a jogada que sentenciou a partida. Após uma série de ressaltos, Carvajal desviou com a mão, dentro da área, um remate de Paulinho. O lateral foi expulso e Messi fez golo de penálti (64').

Oportunidades com dez
Com a tarefa madridista ainda mais complicada, Zidane recompôs o sector defensivo, fazendo entrar Nacho, e logo a seguir Bale e Asensio, procurando uma reacção do grupo. Apesar de um resultado desfavorável e em inferioridade numérica, o Real Madrid continuou em busca do golo. Bale teve a possibilidade de reduzir a desvantagem, a 12 minutos do final, mas "esbarrou" por duas vezes em Ter Stegen. O guarda-redes tornou-se no herói visitante e voltou a defender outro disparo de Sergio Ramos. Já no período de compensação, Aleix Vidal fez o definitivo 0-3.

 

in Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00



Agenda do Real Madrid


Calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (17/01/2018)


as (17/01/2018)


Publicidade



Espectadores


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.