Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


RealMadridLeganes2.jpg 

O Real Madrid está fora da Taça do Rei. Os madrilenos foram eliminados pelo Leganés devido aos golos fora, após igualdade (2-2) registada no final das duas mãos.

O conjunto de Zidane, que tinha vencido fora por 1-0, viu o Leganés empatar a eliminatória na primeira parte, na sequência de um golo de Eraso.

No segundo tempo, Karim Benzema deu nova vantagem aos merengues, que não esperavam a reação do Leganés: Gabriel marcou novamente e colocou a formação visitante a vencer em pleno Santiago Bernabéu, com vantagem de golos fora no somatório dos dois jogos.

O Real Madrid tentou o tudo por tudo até ao final, mas não mais foi capaz de fazer agitar as redes do adversário. 

O Leganés apura-se assim para a meia-final da Taça do Rei, juntando-se aos já apurados Sevilha e Valência.

 

in ABOLA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55

Eis o click?

por Pedro Silva, em 18.01.18

imgS620I213077T20180118222607.jpg 

imagem retirada de zerzero

 

Antes de se dizer que a prestação de hoje do Real Madrid CF foi mediana (muito mediana para ser simpático) ha que dizer - sem qualquer intenção de desresponsabilizar a equipa mais forte (no caso o Real Madrid CF) - que o jogo de hoje contava para a Copa del Rey. Dito de outra forma, a exibição que a equipa da capital espanhola realizou hoje no Estádio Municipal de Butarque foi a típica partida de uma eliminatória que se disputa a duas mãos. Claro que podemos. E devemos . dizer que a equipa de Zidane tinha a clara obrigação de ter feito muito mais do que aquilo que fez para levar de vencida um modesto e muito bem organizado CD Leganés, mas como tendo em consideração as características do jogo de hoje é, então, natural que os pupilos de «Zizou» não tenham dado tudo o que tinham para dar. Acrescente-.se que a tudo isto há, ainda, que juntar o conturbado momento que se vive no Bernabéu e o raio do azar que só traz lesões atrás de lesões.

 

Contudo, tal não pode, nem deve servir para braquear muitas das coisas más que vi o Real Madrid fazer. Isto de se jogar para trás e para os lados pode muito bem ser fruto da fraca moral da equipa madridista, mas fazer tal coisa diante de uma equipa organizada e lutadora como este CD Leganés poderia ter sido fatal. E poderia ter sido fatal porque tal postura por parte da equipa mais forte moraliza a equipa mais fraca, equipa esta que aos poucos vai acreditando que pode fazer uma “gracinha”. Tal acabou mesmo por acontecer na segunda parte deste jogo e só não deu em mais um desastre «blanco» porque Kiko Cassila esteve sempre muito melhor entre os postes do que a jogar com a bola nos pés. E assiam não pode ser Zidane! Se a ideia de jogo era a de se gerir o esforço do plantel porque o calendário começa a “apertar”, então havia que dar tudo por tudo na primeira parte para que os golos da tranquilidade aparecessem. Bem sei que tal parece ser “paleio de treinador de bancada#, mas é assim que as grandes equipas costumam actuar mesmo quando estão a atravessar uma fase má. Se não o fizererm nunca mais sairão desta fase. Espero sinceramente que este grande golo de Marco Asensio e a vantagem «merengue» na primeira mão dos quartos-de-final da Copa del Rey seja o tal click de que o Real Madrid Cf tanto necessita para voltar a jogar como deve ser.

 

Uma palavra final para dizer o quanto apreciei o trabalho do mister do Leganés. Sabendo que a sua equipa é muito mais modesta do que a de Zidane, Asier Garitano apostou na táctica de “equipa pequena” sem ter “encostado o autocarro diante da sua baliza”. As transições defesa/ataque do Leganés eram feitas com cabeça, tronco e membros. Esta inteligente e racional cartada de Garitano teve o condão de causar muitos dissabores à “tremida” defesa do Real Madrid.

 

MVP (Most Valuable Player):  Theo Hernández. O jovem defesa lateral esquerdo do Real Madrid foi o autor da assistência que permitiu a Marco Asensio colocar a equipa de Madrid em vantagem na eliminatória. Para além disto, Theo esteve também quase sempre muito nem a defender e a atacar pelo seu flanco.

 

Chave do Jogo: Inexistente, não obstante a equipa da casa ter feio muito mais do que a equipa visitante para vencer.

 

Arbitragem: Jogo fácil de se dirigir devida à postura correcta de todos os jogadores. Não se deu por Sánchez Martínez e quando tal é assim é porque o trabalho da equipa de arbitragem foi bom.

 

Positivo: Zinédine Zidane. Apostou (exageradamente) na excessiva rotatividade do seu plantel. Durante o decorrer do jogo tentou corrigir o seu erro com as entradas de Isco e Modric em campo e acabou por vencer,

 

Negativo: Borja Mayoral. Um avançado não pode ficar à espera que as bolas venham ter com ele para as meter dentro da baliza adversária. Há que se movimentar em campo para que os colegas tenham espaço para criar o jogo ofensivo de que o avançado tanto necessita. A rever Mayoral!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55

_1RM7808.jpg 

O ‘hat-trick’ de Cristiano Ronaldo e o golo de Asensio dão o apuramento ao Real Madrid frente ao Bayern. 

 

 Real Madrid já está nas meias-finais da Champions League. Foi preciso sofrer, mas valeu a pena depois do espectacular prolongamento que o campeão da Europa protagonizou, guiado pelo melhor jogador do mundo: Cristiano Ronaldo. A primeira parte foi frenética, jogada de forma aberta e com bola cá, bola lá, com ambas as equipas a alternarem ocasiões. O Bayern foi o primeiro a tentar, aos 9'. Passe de Alaba, remate de Thiago e Marcelo apareceu, salvador, sobre a linha de golo. A meio da primeira metade, os brancos sacudiram o domínio dos alemães.

Responderam, o que fizeram por quatro vezes. Cruzou Marcelo, aos 23', e o remate de cabeça de Benzema não foi à baliza por muito pouco. Três minutos mais tarde, Carvajal inventou um bonito disparo da zona frontal e teve como resposta uma magnífica intervenção de Neuer. Foram mais claras as duas ocasiões seguintes dos visitados. Centro-remate de Carvajal, aos 28', erro de Neuer e Ramos rematou da marca de penálti mas Boateng, em cima da inha de golo, atirou a bola para canto. Já aos 36', mano a mano entre Cristiano Ronaldo, algo descaido, e o guardião visitante, com este a mostrar maior acerto.

Adiantou-se o Bayern
O campeão da Europa merecia estar em vantagem, mas o intervalo chegou com 0-0. A segunda metade iniciou-se com o mesmo ritmo trepidante. Isco, aos 50', e após a marcação de um canto, rematou da zona frontal e o esférico saiu escassos centímetros ao lado da baliza de Neuer. Respondeu o Bayern. Passe atrasado de Alaba, aos 51', e Robben, à boca da baliza, rematou mas novamente Marcelo evitou o golo em cima da linha. As duas equipas podiam ter marcado, mas o primeiro tento chegou dois minutos mais tarde, com Lewandowski a converter o penálti de Casemiro sobre Robben.

CRISTIANO RONALDO SOMA 101 GOLOS NA TAÇA DOS CAMPEÕES.

Tudo se complicava, mas este Real Madrid é o campeão europeu e demonstrou-o empatando o encontro. Grande assistência de Casemiro aos 76' e ainda melhor cabeçada de Cristiano Ronaldo. Durou pouco a alegria dos donos da casa. Apenas um minuto. A sorte foi aliada do Bayern, que fez o segundo golo graças a uma bola perdida na área que Ramos tocou e foi alojar-se na baliza madridista.

A eliminatória estava agora igualada e a caminho do prolongamento. O Real Madrid queria evitá-lo. Marcelo cruzou e o remate em vólei de Lucas Vázquez, aos 83', foi parar às malhas laterais. Um minuto depois, Vidal foi expulso por duplo amarelo. E assim se chegou ao final do tempo regulamentar.

Prolongamento espectacular
No prolongamento apenas houve uma equipa e foi o Madrid. Cristiano Ronaldo disparou da zona frontal da área aos 97' e deparou-se com mais uma grande intervenção de Neuer, que dois minutos mais tarde voltou a fazer uma grande defesa a remate de Asensio. Não pôde fazer o mesmo no último minuto da primeira parte. Ramos cruzou, Cristiano Ronaldo amorteceu a bola com o peito e concluiu de pé esquerdo.

Os brancos já estavam mais perto das meias-finais e sentenciaram o seu apuramento após uma jogada memorável de Marcelo, que aos 110' ofereceu o golo a Cristiano Ronaldo para que este rubricasse uma eliminatória histórica na qual marcou por cinco vezes. Dois minutos depois, Asensio fez o quarto. Os brancos já esperam o adversário que sairá do sorteio desta sexta-feira.

 

in Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:43

HORI2.jpg 

O  campeão da Europa tratará de fazer valer, perante os seus adeptos, o 1-2 obtido no jogo da primeira mão contra o Bayern.
 

O Real Madrid tenta, esta noite, alcançar as meias-finais da Champions League pela sétima temporada consecutiva (19:45 hora portuguesa). Depois do 1-2 conseguido na passada quarta-feira no Allianz Arena, aos brancos serve a vitória, um empate ou até a derrota desde que o adversário não marque dois ou mais golos. Mas não será fácil. Pela frente estará o líder da Bundesliga e o adversário que mais vezes defrontou na principal competição europeia.

Para alcançar o objectivo, será fundamental o apoio do Santiago Bernabéu. Apenas aqueles que o viveram ao vivo podem entender a perfeita simbiose existente entre a equipa e os adeptos num jogo da Champions no feudo branco. "Amanhã o teu coração é o nosso coração", afirmou o capitão Sergio Ramos, que convocou os adeptos para receberem a equipa antes deste encontro.

O REAL MADRID ESTÁ HÁ MAIS DE DOIS ANOS INVICTO NO BERNABÉU PARA A CHAMPIONS.

Durante estes dois anos, o campeão da Europa disputou 12 encontros no Bernabéu, dos quais dez terminaram com triunfo dos brancos. Recuando mais um pouco, o Real Madrid apenas perdeu um dos últimos 34 jogos disputados na Champions como anfitrião.

Ramos, Kroos e Modric à bica
“Com os adeptos teremos mais um jogador frente ao Bayern", indicou na sala de Imprensa Zidane, que convocou 19 jogadores. Especial atenção deverão ter Sergio Ramos, Modric e Kroos, que no caso de verem um amarelo, e desde que o Madrid se apure, falharão a primeira mão das meias-finais.

Lewandowski recuperado
Sem Javi Martínez, expulso na primeira mão, com os centrais Hummels e Boateng em dúvida, e o regresso de Lewandowski é como o Bayern encara a partida. O conjunto alemão, que se qualificou para as meias-finais da Champions League nas últimas cinco épocas, chega a este compromisso após um empate sem golos na casa do Bayer Leverkusen.

 

in Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00



Agenda do Real Madrid


Calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (21/02/2018)


as (21/02/2018)


Publicidade



Espectadores


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.