Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



_5AM7454Thumb.jpg 

Casemiro e James marcaram os golos dos merengues, que continuam a depender de si próprios para conquistar a Liga.

 

O Real Madrid não teve sorte no equilibrado e vibrante Clássico. Os merengues, com um jogador a menos desde os 77 minutos, empataram o encontro aos 85', mas o Barcelona desmantelou o choque no último instante. As duas equipas estão agora empatadas com o mesmo número de pontos no primeiro lugar, tendo os madridistas um jogo a menos, continuando a depender de sí próprios para conquistar a Liga.

O início do jogo por parte do Real Madrid foi espectacular. Exercendo uma pressão muito alta, os merengues recuperavam o esférico com prontidão e acercavam-se com perigo da área contrária. Ao minuto 2, na primeira jogada de perigo, Umtiti derrubou Cristiano Ronaldo dentro da área. Ao minuto 6, o português rematou na zona frrontal, mas a bola acabou nas mãos de Ter Stegen. Respondeu o Barcelona aos 11' e o disparo de Suárez desde o limite da área não encontrou a direcção da baliza.

Oportunidades
Essa ocasião fez despertar o Barcelona, mas o Real Madrid continuava a chegar à área rival. Grande passe entre linhas de Modric aos 18' e Benzema a falhar na cara de Ter Stegen. Dois minutos mais tarde, Cristiano Ronaldo voltou a tentar. O seu remate, firme, obrigou o guarda-redes visitante a brilhar. Não conseguiu repetir a defesa aos 26'. Centro de Marcelo, surgindo Ramos a rematar ao poste e Casemiro a aproveitar a recarga para inaugurar o marcador.

REAL MADRID LEVA 56 JOGOS SEGUIDOS A MARCAR.

O Real Madrid passava para a frente, mas a alegria durou apenas cinco minutos, na sequência do golo que culminou uma jogada individual de Messi. Estava tudo de novo igualado e Modric procurou desequilibrar outra vez o marcador com um belo disparo desde a zona frontal aos 36'. Ter Stegen esteve soberbo a defender para canto. Antes do intervalo, Zidane viu-se obrigado a substituir o lesionado Bale por Marco Asensio.

Keylor Navas e Ter Stegen
O começo da segunda parte foi muito semelhante ao da primeira. Era o Real Madrid que mais pressionava e criava ocasiões de perigo. Kroos rematou com o pé esquerdo na zona frontal aos 48' e teve como resposta uma grande intervenção de Ter Stegen, que, cinco mais tarde, voltaria a salvar a sua equipa, defendendo o cabeceamento à queima-roupa de Benzema.

O jogo estava infernal e Keylor Navas esteve em grande destaque por três vezes, como foi o caso do frente a frente com Alcácer, aos 56', do remate de cabeça de Piqué na marcação de um canto três minutos depois e ainda do remate à queima-roupa de Luis Suárez, aos 67'. Não lhe ficou atrás Ter Stegen, que desviou com a mão um surpreendente disparo de Marco Asensio, aos 72'.

Com menos um
Qualquer equipa podia marcar e acabou por consegui-lo o Barcelona, um minuto depois, através de um forte e colocado remate à entrada da área de Rakitic. Tudo se complicou ainda mais com a polémica expulsão de Ramos, aos 77', com vermelho directo. O Real Madrid tinha pela frente uma missão hérculea. Contudo, a sua insistência foi premiada aos 80'. Centro de Marcelo e James, que substituira Benzema, a aparecer de rompante para bater Ter Stegen. O Real Madrid teve ainda a possibilidade de ganhar a partida, caso fosse bem sucedido o forte remate de Marco Asensio, aos 89', repelido através de uma extraordinária intervenção do guarda-redes visitante. No último segundo, Messi marcou e derramou o Clássico.

 

in Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:30

02 PLANO-GENERAL_5AM0121Thumb.jpg 

Os comandados de Zidane tentam, com o apoio do Bernabéu, dar mais um sinal de autoridade na Liga e deixar os azulgrana a seis pontos.
 

Já se defrontaram em múltiplas ocasiões, mas cada Clássico é especial e diferente de todos os outros. Em plena recta final da Liga, as duas equipas estão nas primeiras posições da tabela. O Real Madrid procura uma vitória que permita reforçar a liderança e deixar o Barcelona a seis pontos (19:45 horas portuguesas). Tudo isto quando falta apenas um mês para o final do campeonato e tendo em conta que os de Zidane ainda têm por disputar o encontro agendado para Vigo.

Esta noite, o Santiago Bernabéu voltará a ser o epicentro do futebol mundial. Durante 90 minutos pára tudo para se viver um dos maiores espectáculos possíveis. O estádio merengue apresentará o ambiente único dos grandes momentos para empurrar o Real Madrid na conquista de um triunfo que poderá ser determinante. Equipa e adeptos tentarão prolongar no Clássico a espectacular série de 21 jogos sem perder em casa na Liga.

Grande momento
Mas à margem do factor Bernabéu, os brancos possuem variadíssimos argumentos para estarem optimistas. Entre eles, o impulso moral depois de superar o Bayern na Champions ou o grande momento que atravessa uma equipa que ganhou nove dos últimos dez jogos. Ademais, o plantel está a demonstrar uma grande fiabilidade, seja quem forem os escolhido para jogar.

O BERNABÉU É O ÚNICO ESTÁDIO INVICTO NA LIGA.

“Vamos enfrentar uma grande equipa e temos de dar o máximo. Para ganhar teremos de fazer uma grande exibição", advertiu Zidane. O treinador tem Bale recuperado e integrado na convocatória de 20 futebolistas. Também marcam presença Cristiano Ronaldo, que procura prolongar o seu grande momento depois de marcar cinco golos ao Bayern, e Benzema, que constuma revelar-se muito eficaz contra o Barcelona em casa. 

Antecedentes
Por seu lado, os azulgranas encaram o Clássico depois de eliminados da Champions pela Juventus. Em segundo lugar na Liga, com 72 pontos, registam um saldo fora de casa de 10 vitórias, três empates e três derrotas. Com 91 golos marcados, são a equipa mais concretizadora da prova. "É uma jornada decisiva que quase poderá sentenciar a Liga ou deixá-la em aberto. Para nós é uma final", anotou Luis Enrique. A Liga joga-se no Bernabéu e o espectáculo está garantido.

 

in Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

imgS620I194869T20170421190439.png 

O Real Madrid recebe o Barcelona, este domingo, em mais um clássico da Liga espanhola. O zerozero dá-lhe a conhecer as estatísticas do duelo:

 

  • Real Madrid e Barcelona protagonizam a 234.ª edição do El Clasico. O equilíbrio é a nota dominante, com uma ligeira vantagem da equipa merengue, que venceu 93 jogos, contra 91 triunfos dos catalães.

 

  • Na Liga, são 173 os encontros entre as duas equipas, com 72 vitórias do atual campeão europeu e 68 do atual campeão espanhol.
     
  • O Real Madrid venceu mais de metade das receções ao Barcelona: em 113 jogos (todas as competições), ganhou 63, enquanto o Barcelona soma 25 triunfos em casa do grande rival.
     
  • Os últimos dez jogos entre as duas equipas na Liga apresentam um registo completamente equilibrado: quatro vitórias para cada e dois empates.
     
  • O Barcelona venceu cinco das oito últimas visitas ao Santiago Bernabéu a contar para a Liga.
     
  • Juntando todas as competições, o Barcelona marcou nas 14 últimas deslocações a casa do rival.
     
  • O Real Madrid é a única equipa que ainda não perdeu em casa nesta edição da Liga Espanhola.
     
  • Os merengues não perdem em casa para o campeonato há mais de um ano, quando, em fevereiro de 2016, foram derrotados pelo Atlético Madrid (0x1).
     
  • O Real Madrid não perde há 12 jogos (10 vitórias e dois empates).
     
  • A equipa da capital espanhola marcou em todos os 50 encontros realizados esta temporada.
     
  • Nos 13 últimos jogos, só por uma vez o Real Madrid não sofreu qualquer golo (frente ao Eibar).
     
  • O Barcelona só venceu um dos quatro últimos duelos.
     
  • Dos últimos quatro jogos, o Barcelona não conseguiu marcar qualquer golo em três deles.
     
  • O Barcelona sofreu sempre golos nas seis últimas deslocações que realizou.
     
  • Dos seis últimos jogos fora de casa, o Barcelona só venceu dois, tendo perdido quatro.
     
  • Neymar marcou no Santiago Bernabéu nas duas últimas épocas.
     
  • Zidane e Luis Enrique defrontaram-se por duas vezes, ambas no Camp Nou, e o técnico francês ainda está invicto.
     
  • Messi é o goleador do clássico: o argentino marcou 21 golos em 33 jogos frente ao Real Madrid.
     
  • Xavi, Sanchis e Gento são os jogadores com mais clássicos disputados: no total, os três jogadores estiveram em 42 jogos entre as duas equipas.

 

in zerozero

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:15

Capas dos Jornais (23/04/2017)

por Pedro Silva, em 23.04.17

marca.jpg

as.jpg 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00



Calendário

Abril 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (19/02/2018)

>

as (19/02/2018)

>

Ballon d'Or France Football 2018


THE BEST FIFA MEN'S PLAYER 2017/18


UEFA Men's Player of the Year 2017/18



subscrever feeds