Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Voltar a ser o Real Madrid CF

por Pedro Silva, em 10.02.18

thumbs.web.sapo.io.jpg 

imagem retirada de SAPO DESPORTO

 

Jogo caseiro que se fez tranquilo diante de uma das equipas mais fracas da actual temporada de LaLiga. Esta equipa da Real Sociedad parece uma sombra daquela equipa “guerreira” que nas temporadas anteriores dava sempre muito que fazer à equipa «merengue». Especialmente quando tinha de medir forças com o Real Madrid CF em pleno Estádio Santiago Bernabéu.

 

Olhando para o resultado final de 5 a 2 a favor da equipa «blanca» tudo nos parece normal. O problema é que esta época a equipa «madridista» está a ter um desempenho que se poderá apelidar de tudo menos de normal, daí que se fique algo impressionado com o resultado final do jogo de hoje- Especialmente se tivermos em conta a forma tranquila e quase que perfeita como os atletas do Real Madrid souberam impor o seu futebol diante de uma equipa basca que está a lutar com todas as forças para evitar a despromoção.

 

Hoje muito mais importante do que vencer era a equipa de Zidane conseguir mostrar que estabilizou emocionalmente. E em certa medida até que se pode dizer que o conseguiu. Especialmente num meio campo muito bem liderado por Modric e Kroos e num ataque onde Cristiano Ronaldo voltou a encontrar-se com os golos. Na próxima quarta-feira o Bernabéu vai viver aquilo que se pode apelidar de “jogo de toda uma época” diante de um arrogante PSG que está cinicamente convencido de que vai “trucidar” o actual bicampeão europeu e bicampeão do mundo, pelo que a vitória de hoje (especialmente a forma como foi obtida) é uma espécie de “lufada de ar fresco” que vai ajudar a derrotar a “manta de retalhos bordada a ouro” de Paris.

 

Mas nem tudo é de se louvar.

 

Cristiano Ronaldo como avançado não é - nem nunca foi - uma aposta séria da parte de «Zizou». O internacional português está muito mais à vontade quando joga numa das faixas do ataque «madridista». Este era jogo para dar confiança a um jovem avançado de nome Borja Mayoral, mas Zidane deixou-se levar pela estapafúrdia pressão da «afición» quando poderia ter aproveitado esta “frágil” Real Sociedad para gerir o seu plantel. Se acrescentarmos a isto o facto de Benzema continuar (ainda) na “mó de baixo” no que à confiança/desempenho diz respeito, facilmente se percebe porque critico esta teimosa gestão de Zidane.

 

Pela negativa destaco também a forma ridícula como se sofreram dois golos. Dois autênticos “buracos” defensivos na área do Real Madrid CF. Especialmente no primeiro da equipa visitante… Por acaso aquando de tal já a goelada «merengue» já era uma realidade, mas estivesse a partida num 2 a 0 a favor da equipa da casa e de certeza que os “nervos” viriam novamente ao de cima e não sei até que ponto não estaria aqui a dissecar um mau resultado diante de, repito, uma das mais fracas equipas da actual temporada do campeonato espanhol.

 

MVP (Most Valuable Player): Cristiano Ronaldo. Quem marca 3 golos estando forma da sua posição habitual merece ser, inequivocamente, considerado o MVP da partida. Mais uma vez o internacional português deu tudo o que tinha e não tinha em campo pelo Real Madrid CF. Que este grande CR7 tenha vindo para ficar por forma a ajudar Zidane & companhia a “calar de vez” toda uma «prensa» que vive à custa da polémica e da mentira constante.

 

Chave do Jogo: Apesar do resultado volumoso a favor do Real Madrid não creio que nesta partida tenha existido um lance que tivesse resolvido a contenda em definitivo a favor da equipa «blanca». Os dois golos marcados pela equipa basca na segunda parte justificam esta minha forma de ver a questão.

 

Arbitragem: Jogo tranquilo com uma arbitragem, também ela, tranquila. O árbitro internacional espanhol Hernández Hernández e a sua equipa não tiveram dificuldades em apitar um jogo tranquilo. Arbitragem sem polémicas. O esperado de uma equipa de arbitragem deste calibre.

 

Positivo: Dupla Modric/Kroos. Se hoje a equipa «madridista» voltou a ser a equipa «madridista» foi muito por culpa dos seus dois “maestros”. Tanto o internacional croata como o internacional alemão estiveram excelentes a pautar todo o jogo defensivo/ ofensivo do Real Madrid CF.

 

Negativo: Golos estupidamente sofridos. É normal que todas as equipas (independentemente do seu valor) tenham momentos de desconcentração defensiva. Já golos estupidamente sofridos como os de hoje não são, de todo, aceitáveis. Especialmente da parte da linha defensiva do Real Madrid CF.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:44



Tricampeões!!!


Agenda do Real Madrid


Calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (21/06/2018)


as (21/06/2018)


Publicidade



Espectadores


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds