Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Goleada e muita “tremideira”

por Pedro Silva, em 01.09.18

novo-real-ja-brilha-no-bernabeu.jpg 

imagem retirada de zerozero

 

Ao contrário do que muitos possam dizer, estou longe de achar que está tudo a correr bem neste novo Real Madrid CF. È verdade que já são dois os jogos em que os «blancos» vencem de goleada, mas são também dois os jogos em que estes mesmos «blancos» tomam decisões – especialmente a nível do passe – que só não tem redundado em resultados negativos porque do outro lado do campo estiveram equipas cujo poptencial está muito abaixo do real Madrid. Contudo fosse o adversário um Atlético ou um Barcelona e não sei se por esta altura teríamos tantos elogios dirigidos a este Real “posse” Madrid.

 

Não sou contra a posse de bola. Até que acho que ter a posse do esférico é a forma (mais ou menos) eficaz, de se “matar” o jogo. Contudo ter posse quando o resultado está a zero e o cronómetro a andar ou quando se está empatado ou a perder não é uma boa solução. O problema é que este Real Madrid de Lopetegui só sabe jogar em posse. Esteja o jogo como estiver!

 

Felizmente o talento individual e a estupidez dos adversários têm ajudado a que os três pontos da vitória fiquem na posse dos “Madridistas”, mas isto não vai durar para sempre. Claro que or ir vencendo de goleada (mesmo que desta forma) ajudav a “cimentar” a moral da equipa e o futebol vai fluindo, mas ne, todos são o Girona e o Leganés… Para mais até mesmo as equipas ditas “pequenas” já perceberam que para fazer com que este Real Madrid CF “abane” basta pressionar o defesa que tenha a bola ou então ficar na defensiva e apostar nas transições rápidas…

 

MVP (Most Valuable Player): Gareth Bale. Não esteve sublime, mas sou da opinião de que o internacional galês foi o melhor em campo. Marcou um golo sublime após uma preciosa assistência de Carvajal e lutou sempre muito até ter sido substituído. A ver vamos se esta boa gorma é para se manter ou se as “razões pessoais” o vão abalar outra vez.

 

Chave do Jogo: Apareceu no minuto 50´, altura em que Karim Benzema marcou o segundo golo do jogo. Até este momento eram evidentes as dificuldades da equipa “madridista” que não conseguia explanar o seu futebol diante de um muito confiante CD Leganés que parecia muito satisfeito com o empate a uma bola.

 

Arbitragem: Jaime Latre teve uma arbitragem muito regular. Na minha opi9nião terá ficado por marcar uma grande penalidade na primeira parte a favor da equipa da casa por mão na bola de um atleta do Leganés. Tenho também manifestas dúvidas no penálti assinalado contra o Real Madrid CF dado que não me pareceu que Casemiro tivesse feito falta para tal. O golo de Benzema parece ter sido procedido de falta do internacional francês, mas dou o benefício da dúvida ao árbitro que recorreu ao VAR para melhor analisar o lance.

 

Positivo: Ganhar e ganhar. Efectivamente ganhar mesmo que o sistema de jogos seja o que é é o mais importante. è sempre mais fácil construir uma equipa sobre - várias - vitórias.

 

Negativo: Marco Asensio. Mau jogo do jovem internacional espanhol. Muito desconcentrado a nível do passe e do posicionamento. Há dias assim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40

h4.jpg 

Os blancos vão procurar manter o pleno de vitórias antes da paragem para jogos das selecções (19:45 h portuguesa).  
 
Golos, bom jogo e pleno de vitórias. Assim é, até ao momento, o saldo na Liga do Real Madrid, que esta noite disputa no Santiago Bernabéu a terceira jornada do campeonato. Depois de derrotar claramente Getafe e Girona, os blancos vão enfrentar no seu estádio o Leganés com um objectivo em mente: somar três novos pontos e manter a boa dinâmica antes da primeira paragem para compromissos das selecções da temporada (19:45 h portuguesa).  
 
Julen Lopetegui poderá voltar a contar com duas das peças que mais estão a brilhar neste início de época: Bale e Benzema. Ambos marcaram dois golos na Liga 18/19 e marcaram frente ao adversário desta noite: o avançado francês marcou na Taça do Rei, enquanto que o galês fez três tentos nas duas visitas para a Liga do Leganés.
 

“Vamos enfrentar um adversário duro, bem organizado e com melhores jogadores que no ano passado”, analisou o técnico madridista na previsão do encontro. O Real Madrid enfrenta uma equipa que superou nos quatro duelos disputados na Primeira Divisão. O último, no passado 28 de Abril no Santiago Bernabéu, num jogo em que Bale inaugurou o marcador (2-1).   
 
Novo treinador 
O Leganés disputa a sua terceira temporada na categoria máxima do futebol espanhol. E fá-lo com um novo inquilino no banco. Pellegrino tomou as rédeas da equipa no verão com intenção de manter o grande percurso do seu antecessor, Asier Garitano. De momento, conseguiu um ponto nos seus dois primeiros compromissos depois de cair em Bilbau (2-1) e empatar em casa contra a Real Sociedad (2-2).

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:02

Serviços (muito) mínimos

por Pedro Silva, em 28.04.18

imgS620I219953T20180428190953.jpg 

imagem retirada de zerozero

 

Mau jogo este que a dita “segunda linha” da equipa «blanca» realizou diante de um Leganés que procurou sempre sair do Estádio Santiago Bernabéu com o ponto que lhe garantiria, desde já, a manutenção no escalão maior do futebol dos «nuestros hermanos».

 

São em jogos como este em que o Real Madrid CF se “coloca a jeito” diante de uma equipa muito modesta mas com uma capacidade de luta fora de série que ditam a triste realidade classificativa dos «merengues» em La Liga. E tal, na minha modesta opinião, é escusado. É verdade que as opções de que Zidane dispõe para fazer descansar as suas principais “armas” é muito jovem e inexperiente, mas tal não explica tudo. Tal não explica, por exemplo, porquê razão Achraf Hakimi estava a “olhar para o balão” aquando do golo da equipa visitante. E também nada disso explica o facto de Ceballos ter desparecido por completo na segunda parte da partida /depois este que venha para a Comunicação Social “chorar” por tempo de jogo). E já agora, tal não explica a razão pela qual o meio campo «madridista» não pressionava – quase nunca - o ataque do CD Leganés…

 

Contudo no futebol vigora a ditadura do resultado e a verdade é que mesmo a não jogar nada e a demonstrar uma fragilidade defensiva medonha, o Real Madrid CF venceu e ganhou – mais - uma “lufada” de moral para o complicadíssimo jogo da próxima terça diante do Bayern.

 

MVP (Most Valuable Player): Kiko Casilla. Um punhado de defesas brilhantes na primeira parte e uma fora de série na segunda parte garantiram a vitória do Real Madrid. Sem sombra de dúvida, hoje o suplente habitual e Navas foi o MVP desta partida.

  

Chave do Jogo: Inexistente. Em momento algum ambas as equipas foram capazes de criar um lance que fizesse com que a vitória pendesse, em definitivo, para o seu lado.

 

Arbitragem:  Iglesias Villanueva teve aquilo que se pode apelidar de arbitragem trabalhosa. Esteve bem ao validar o primeiro golo do Real Madrid CF dado que Gareth Bale estava no limite do fora de jogo. Por explicar está a forma abrupta como terminou a partida.

 

Positivo: Vencer, acima de tudo. Num jogo tão mau em que a equipa «merengue» fez de tudo para não vencer, ter ganho foi mesmo o melhor que poderia ter acontecido a Zidane & companhia.

 

Negativo: Jogar mal, mal e mal. Equipa como real Madrid CF não pode jogar da maneira que jogou hoje. Seja contra o Leganés ou outra equipa qualquer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:45

Real remontada sem Ronaldo

por Pedro Silva, em 21.02.18

imgS620I215420T20180221193715.jpg 

O Real Madrid venceu em Leganés por 1x2, num jogo em atraso da 16ª jornada da Liga Espanhola (altura em que os merengues participaram no Mundial de Clubes), onde a equipa de Zinedine Zidane não contou com Cristiano Ronaldo, Keylor Navas, Luka Modric e Toni Kroos.

 

O Real entrou praticamente a perder graças a um golo de Unai Bustinza, na sequência de um canto cobrado por Javier Erazo. No entanto, a vantagem do Leganés durou pouco tempo, já que, aos 11 minutos, Lucas Vázquez fez o 1x1, tendo Casemiro completado a remontada antes da meia hora de jogo, após uma boa jogada coletiva.

 

No segundo tempo, a equipa da casa foi à procura do golo do empate, com o Real Madrid a responder através de contra-ataques, mas não conseguiu evitar a derrota, que foi agravada quando Sergio Ramos fez o 1x3, de grande penalidade, em cima dos 90 minutos.

 

Com este resultado, que acertou o calendário da liga, o conjunto de Zidane subiu ao terceiro posto, ultrapassando o Valência, e reduziu a distância para o Barcelona, que, neste momento, é de 14 pontos, enquanto o Leganés mantém o 13º lugar.

 

Artifo publicado bno site zerozero

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:20



Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (19/02/2018)

>

as (19/02/2018)

>

Ballon d'Or France Football 2018


THE BEST FIFA MEN'S PLAYER 2017/18


UEFA Men's Player of the Year 2017/18