Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


h_1_HE23775Thumb.jpg 

“É um orgulho para todos os madridistas o nosso capitão receber esta distinção", disse Florentino Pérez na cerimónia organizada pelo diário 'El Español'.
 
Sergio Ramos recebeu o Prémio "Los Leones 2018" para o Melhor Desportista na gala organizada pelo diário El Español, que celebra o seu terceiro aniversário. O capitão recebeu o galardão num evento realizado no hotel Westin Palace e ao que também compareceram Florentino Pérez, presidente do Real Madrid; Emilio Butragueño, director de Relações Institucionais do clube; Benzema, Varane e os ex-jogadores Roberto Carlos, Raúl e Arbeloa. Fernando Raigal recebeu o prémio para a Solidariedade - recebido pela sua família - e Francisco González foi distinguido pelo seu trajecto empresarial.

Florentino Pérez tomou a palavra para destacar a figura de Sergio Ramos antes de ser homenageado: "É um orgulho para todos os madridistas o nosso capitão receber hoje o Prémio Los Leones 2018 para o Melhor Desportista. É o reconhecimento de um percurso repleto de mérito, de êxitos, de sacrifício, de trabalho e que é um exemplo para os seus companheiros e para todos os que amamos o futebol”.

Crescimento
“Tenho de reconhecer que, como presidente do Real Madrid, enche-me de satisfação ter sido quem trouxe para o nosso clube aquele jovem de 19 anos que apresentámos no Santiago Bernabéu a 8 de Setembro de 2005. Esse jovem cresceu aqui, formou-se como jogador e como pessoa com o nosso emblema e com a nossa camisola e hoje é um mito e uma lenda do Real Madrid”.

RAMOS: “ESTE PRÉMIO É UM MOTIVO DE ALEGRIA E TAMBÉM UM MOTIVO PARA CONTINUAR A TRABALHAR”.

“Com 576 jogos como madridista, tornou-se o oitavo jogador que mais vezes vestiu a camisola do Real Madrid nos nossos 116 anos de história. Com ela marcou 76 golos sendo um defesa e conseguiu 19 títulos: 4 Taças dos Campeões, 3 Mundiais de Clubes, 3 Supertaças Europeias, 4 Ligas, 2 Taças do Rei e 3 Supertaças de Espanha. Foi, além disso, eleito 9 vezes para o Onze Mundial FIFA”.

Desafios
“Esta é a sua décima quarta temporada no Real Madrid e será, como sempre, um dos nossos pilares para fazer frente a todos os desafios que restam pela frente nesta época. No Real Madrid sabemos que quanto maiores são as adversidades maior é o nosso empenho para conseguirmos o impossível. Assim é Sergio Ramos e assim é o Real Madrid”.

Ramos: “Sinto-me muito valorizado”
“Gostaria de agradecer este prémio, em primeiro lugar ao El Español, por entregar-mo. É um reconhecimento individual, mas também ao trabalho e à constância a nível colectivo. Parabéns também a todos os premiados. Este galardão é um motivo de alegria e também um motivo para continuar a trabalhar. Obrigado presidente. É verdade que é nas adversidades que mais representamos os nossos valores e, depois de uma má fase, estamos no caminho certo. Obrigado, sinto-me muito valorizado. Boas noites e hala Madrid”.

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:24

_1RM7598_ultraThumb.jpg 

O presidente, que foi reconhecido pela sua gestão empresarial no clube branco, disse: “O Real Madrid é uma instituição com uma estabilidade social e uma solidez económica que nos permitem ser independentes”.
 

Florentino Pérez recebeu o Prémio Los Leones 2017, que é entregue pelo diário El Español, pela sua gestão empresarial à frente do Real Madrid. O presidente recebeu o prémio numa cerimónia realizada no Teatro Real de Madrid e ao qual também assistiram Pedro López, terceiro vice-presidente; José Ángel Sánchez, director geral; Emilio Butragueño, director de Relações Institucionais; Zinedine Zidane e os capitães da equipa principal, Sergio Ramos e Marcelo. Ignacio Echeverría, a título póstumo, recebeu o prémio pela solidariedade e Rafa Nadal foi distinguido pelo seu trajecto desportivo.
 
No seu discurso de agradecimento, Florentino Pérez disse: “Muito obrigado a todos que se lembraram de mim para receber este prestigiado reconhecimento por parte do El Español no vosso segundo aniversário. Junto-me ao reconhecimento de Ignacio Echeverría. O gesto heróico de Ignacio não será esquecido. Essa mosfra de cidadania, civismo e solidariedade encheu-nós de lágrimas, mas também de força para continuar a lutar contra o terror. Todo um exemplo”.
 
“Querido Rafa Nadal, és o melhor desportista espanhol de todos os tempos. Mas para além do que conseguiste e continuas a construir como número 1 do ténis, a tua figura representa os melhores valores do desporto. Os madridistas levam-te no coração e sentimos orgulho por seres um grande embaixadores do Real no mundo. Felicidades por este novo reconhecimento”.
 
Responsabilidade
“Ser presidente del Real Madrid é uma honra mas também uma grande resposbilofi. Candidateu-me no ano 2000 à presidência simplesmente porque o Real Madrid corria o perigo de deixar de ser dos seus sócios. Apresentava uma situação económica muito má. Pensava que se podia aplicar o rigor empresarial aplicar o rigor empresarial ao mundo do futebol, e consequentemente  consolidar um pouco desportivo-econômico estável e duradouro".

PROFISSIONALIZAR EMPRESARIALMENTE O REAL MADRID E COM TRANSPARÊNCIA FOI O NOSSO MODELO DE GESTÃO E O QUE NOS CONDUZIU AO ÊXITO.

“Hoje, 17 anos depois, o Real Madrid é uma instituição com uma estabilidade social e uma solidez económica que nos permitem ser independentes para que os sócios continuem a ser os únicos donos do nosso destino”

Santiago Bernabéu
“A situação que vive hoje o Real Madrid é consequência de um modelo desportivo-económico que nos permite conseguir as maiores receitas com os melhores jogadores. Aumentou o estádio para que mais adeptos possam assistir, pois dantes as únicas receitas eram os ingressos da bilheteira. Com as maiores receitas contratou os melhores jogadores”.
 
“Aplicando este modelo multiplicamos por sete as nossas receitas e passamos de uma má situação a uma situação estável e boa. Tendo os melhores jogadores temos mais rentabilidade económica e desportiva”.
 
Líderes
“Profossionalizar empresarialmente o Real Madrid e com transparência do sou a meu modo de ver, o nosso modelo de gestão que nos conduziu ao êxito. O Real Madrid liderou todos os rankings mais prestigiados, o do clube com maiores receitas e o mais valioso do  con transparencia, a meu modo de vugha sido, a mi modo de ver, nuestro modelo de gestión”.

 

in Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Florentino-Perez.jpg 

Não é a primeira vez (e não será a última) que a imprensa desportiva espanhola pretende, mesmo que de uma forma sublime, provocar o debate em torno da situação do FC Barcelona caso a região administrativa espanhola Catalunha venha a ser um Estado independente.

 

Ainda se o aqui referido debate se ficasse pela falta (ou não) que a equipa blaugrana poderá - eventualmente - fazer à La Liga (campeonato espanhol), tal é perfeitamente aceitável dado que se trata de uma temática sensível que poderá (ou não) causar prejuízo a todos os que participam na referida competição dado que uma La Liga sem o FC Barcelona perde muito do seu interesse a nível nacional(?) e internacional.

 

O problema é que neste debate esta mesma imprensa, provavelmente inquinada por interesses que nada tem a ver com as boas práticas do jornalismo, traz sempre ao de cima a questão política independentemente das trágicas consequências que tal estratégia possa vir a ter. Convêm aqui frisar que no Mundo do futebol o que há em parca quantidade é a razão. E é bom frisar que a rivalidade entre a massa adepta do Real Madrid e a do Barcelona extravasa, em muito, os limites do razoável. Para mais é certo e sabido que neste momento a situação política e social em Espanha e Catalunha é altamente explosiva.

 

Isto tudo porque hoje o diário El Español destacou uma declaração de Florentino Pérez proferida na qualidade de Presidente do Real Madrid CF onde este afirma que não imagina a “Espanha sem a Catalunha, nem a liga espanhola de futebol sem o FC Barcelona”. Quem quiser pode ler a notícia na íntegra aqui.

 

Não está aqui em causa a opinião do cidadão Florentino Pérez relativamente à recente tensão Espanha/Catalunha. Este é livre de ter a opinião que muito bem entender sobre a temática e, inclusive, de a tornar pública.

 

O que está aqui em causa é o facto de Florentino Pérez ter assumido uma posição de apoio a Espanha no problema catalão na qualidade de Presidente do Real Madrid CF.

 

Quer dizer, já não bastam as figuras ridículas que a direcção do FC Barcelona faz relativamnte à questão da independência da Ctalaunha que apenas servem para achincalhar ânimos sempre que os madridistas se deslocam a Nou Camp para defrontar o Barcelona, e temos agora o Presidente do Real Madrid CF a fazer a mesma triste figurinha que em nada dignifica o futebol.

 

Meu caro Florentino, política e futebol não combinam. Já bastam as patetices de Marianro Rajoy e da sua equipa governamental que tem feito de tudo para que a violência e os tiques franquistas voltassem a ser uma presença habitual na sociedade espanhola.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:43



Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (19/02/2018)

>

as (19/02/2018)

>

Ballon d'Or France Football 2018


THE BEST FIFA MEN'S PLAYER 2017/18


UEFA Men's Player of the Year 2017/18