Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


img_770x433$2017_10_23_20_06_43_1326866.jpg 

imagem da entrega do prémio The Best da FIFA

 

Dois jogos a contar para a Liga espanhola, duas vitórias e duas goleadas. Uma em peno Bernabéu diante de um fraquíssimo Deportivo e outra no sempre difícil Mestalla diante de um Valência que esta temporada tem tudo para ser uma das equipas que irão conquistar um dos lugares cimeiros da tabela classificativa.

 

Daí a pergunta: Ainda querem despedir Zidane? Precisamente numa altura em que a equipa «madridista» parece estar a entrar nos eixos depois de um longo período de lesões e de experiências falhadas?

 

Se a reposta (ainda) for positiva sugiro que se recordem que não é por mero acaso que Zidane teve o sucesso que teve no comando do Real Madrid CF. É que isto de se ter sido treinador da equipa de juniores do Real Madrid CF, equipa B do Real Madrid CF e adjunto de Carlo Ancelotti no Real Madrid CF (com o qual venceu uma UEFA Champions League) não acontece a todos. E que eu saiba no futebol “não se faz magia”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:12

Quando regressa a BBC

por Pedro Silva, em 27.01.18

imgS620I213697T20180127171312.jpg 

imagem retirada de zerozero

 

Já aqui o tinha dito e hoje deu para verificar, mais uma vez, que quando Zidane não inventa e aposta no melhor onze e esquema do Real Madrid CF as coisas correm bem. Desta vez do outro lado da barricada não estava um frágil e acessível Deportivo. Estava antes um Valência que tem estado a fazer uma época muito boa. Para mais o jogo decorreu no Estádio de Mestalla, o que torna esta goleada merengue de 4 bolas a 1 muito meritória  

 

Não há mesmo volta a dar. Se o Real Madrid quiser “escalar” na classificação de La Liga para, pelo menos tentar, alcançar o segundo lugar Zidane terá de colocar em campo a BBC e no meio campo apostar na “tripla” Casemiro, Kroos e Modric. Isto da revolução no onze inicial não funciona. Especialmente quando a moral está em baixo e se tem toda uma Comunicação Social a exigir o “corte de cabeças”. É somente desta forma que a equipa madridista funciona como um todo. O problema é que com tal deixa-se de lado o tão desejado rejuvenescimento do plantel «blanco», mas acredito que com as coisas a melhorar (e com as lesões a desparecer) o espaço e tempo para juventude chegará. Há é que ter paciência e não voltar a apostar no caminho que ditou a eliminação da Copa del Rey.

 

Mas o facto de hoje a equipa «merengue» ter vencido de forma categórica em casa de uma boa equipa - como é o caso deste Valência CF - não invalida que não se levantem algumas questões. A principal prende-se com o facto de já não ser a primeira vez que o defesa central Nacho é mal batido num lance de bola parada. A outra prende-se com a “tremideira” que tomou conta da equipa de «Zizou» após o golo da equipa da casa… Na altura o resultado ficou num perigoso 2 a 1 que só não deu mais prejuízos para a equipa da capital espanhola porque o Valência não soube aproveitar este momento de fragilidade madridista. Acredito que tudo isto se deva ao actual mau momento e enorme pressão que o Real Madrid CF vem sentindo nos últimos tempos, mas Fevereiro está já aí e o PSG não vai ser “pera doce”.

 

Para terminar gostaria de deixar aqui algumas palavras sobre este “bravo” Valência CF de Marcelino- è uma equipa que tem uma filosofia de jogo muito parecida com a do Atlético de Madrid de Simeone. A diferença é que o Valência procura jogar futebol. Já o Atlético é mais “pancadaria” e o resto vê-se. Marcelino apostou hoje numa equipa onde a velocidade era a palavra de ordem, mas esta sua aposta “esbarrou” de frente numa linha a defensiva madrilena que hoje esteve bem em quase todos os aspectos. Este Valência está bem melhor do que na época passada, mas parece-me que está a perder muita da força que evidenciou na primeira metade da actual temporada. Vamos a ver como vai isto acabar para a equipa «Che». Quanto aos seus jogadores, o meu destaque vai para o avançado Santi Mina, um jogador que parece ter um potencial fora do comum. A ver se o tempo confirma esta minha ideia.

 

MVP (Most Valuable Player): Cristiano Ronaldo. Dois golos (de Grande Penalidade) e uma vontade imensa de querer ajudar a equipa. Cristiano já não é aquele jogador que não parava nunca de se movimentar em alta velocidade até o jogo chegar ao fim, mas este continua a ser um avançado temível cujas diagonais da lateral para o meio são uma tremenda dor de cabeça para qualquer linha defensiva. A manter e, se possível, melhorar CR7.

 

Chave do Jogo: Apareceu somente no minuto 84´, altura em que Marcelo marcou o terceiro golo da equipa «blanca», deitando por terra toda as aspirações da equipa «Che».

 

Arbitragem: Estrada Fernández levou a cabo uma boa arbitragem. Tanto como os seus colegas de equipa não se deixara influenciar pela enorme pressão dos adeptos da equipa da casa que exigiam tudo e mais alguma coisa sempre que um jogador do Valêncio CF se atirava para o chão. O desempenho de Estrada Fernández poderia ser excelente se este não tivesse amarelado Raphael Varane na segunda parte por causa de um lance em que este não jogou a bola com a mão.

 

Positivo: O regresso da BBC. Efectivamente parece que a solução de uma grande parte dos males da equipa «merengue» passa pela utilização da BBC. E em boa hora esta apareceu dado que se avizinha o jogo que poderá decidir toda uma época.

 

Negativo: Golos sofridos. Equipa como o Real Madrid CF não pode sofrer tantos golos em La Liga. A equipa «blanca» é muito superior em termos de qualidade quando comparada com quase todos os participantes do campeonato espanhol.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:06

E deu mesmo asneira

por Pedro Silva, em 04.01.16

Valência e Real Madrid CF empataram a duas bolas, em partida referente à 18ª jornada da Liga. João Cancelo e André Gomes aturam na equipa de Gary Neville - grande jogo do médio -, Pepe e Cristiano Ronaldo na formação de Rafa Benítez.

Os Merengues abriram o marcador aos 17 minutos por Benzema, a passe de Cristiano Ronaldo, mas Dani Parejo empatou aos 45' de grande penalidade, após falta de Pepe sobre André Gomes.

Depois de já ter consentido o golo do empate, o Real Madrid CF ficou ainda reduzido a dez unidades aos 69 minutos, devido à expulsão de Kovacic, que teve uma entrada dura sobre o Português João Cancelo.

Apesar da desvantagem numérica, os Merengues marcaram aos 82 minutos, por Gareth Bale (em posição irregular), mas logo de seguida Paco Alcácer fez o 2 x 2 final a passe de Rodrigo.

O Real Madrid falhou assim a oportunidade de se aproximar do rival Barcelona. A equipa Merengue' continua no terceiro posto, com 37 pontos, apenas mais um do que o Villarreal. Já o Valência foi alcançado pelo Málaga no 10º lugar.

Retirado de SAPO Desporto

Melhor em Campo: Luka Modric

luka_modric.png 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00



Agenda do Real Madrid


Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (19/02/2018)

>

as (19/02/2018)

>

Ballon d'Or France Football 2018


THE BEST FIFA MEN'S PLAYER 2017/18


UEFA Men's Player of the Year 2017/18


Publicidade



Espectadores