Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


_HE21393Thumb.jpg

Lucas Vázquez marcou o golo do Real Madrid, que joga a qualificação a 27 de Fevereiro em casa.

Sem Título 2.png

O Real Madrid e o Barcelona deixam tudo para decidir na segunda mão, apesar dos blancos partirem com vantagem devido ao facto dos golos fora de casa. O Bernabéu vai sentenciar no dia 27 após um encontro que os madridistas começaram de forma espectacular. Com uma pressão muito alta surpreenderam o adversário, roubavam o esférico no campo contrário e criavam jogadas de perigo. Assim chegou o primeiro disparo do encontro. Qum tentou foi Kroos de zona frontal, mas Ter Stegen despejou com os punhos aos 5’.


Um minuto depois, e após outro roubo de bola, apareceu o tento com o qual os merengues foram em vantagem para o intervalo. Centrou Vinicius Jr. ao segundo poste e ali apareceu Benzema. O francês ganhou as costas a Jordi Alba, controlou e fez um passe para trás. Lucas Vázquez fez o resto ao definir com o pé esquerdo de primeira. O jogo dos visitantes estava a ser para recordar. Tinham a bola e sofriam pouco perigo. Assim se chegou à meia hora de jogo.

Grande estirada de Keylor Navas
A partir daí, e talvez devido à exigência física da excelente pressão do Real Madrid, os jogadores da casa tomaram conta do esférico e começaram a criar perigo, sobretudo de bolas paradas. Malcom marcou uma falta aos 32’ e a cabeçada de Rakitic terminou na trave da baliza de Keylor Navas. Três minutos depois rematou Luis Suárez com o pé esquerdo de zona forntal e encontrou pela frente uma bonita estirada do guardião merengue como resposta. 

O REAL MADRID ESTÁ INVICTO HÁ 6 JOGOS. 

O Barcelona apertou em busca do empate depois da passagem pelos balneários e conseguiu-o aos 58’. Keylor Navas foi mais rápido que Jordi Alba numa bola longa e Luis Suárez disparou ao poste na recarga. A bola caiu nos pés de Malcom, que a colocou no fundo das redes. O Real Madrid tentou adiantar as linhas com o golo e recuperar a pressão alta. Solari fez entrar ao 64’ Casemiro e Bale para os lugares de Llorente, que saiu lesionado, e Vinicius Jr.

Ocasiões
O encontro transformou-se num de parada e resposta constante, apesar de se terem criado apenas ocasiões. A mais clara foi para os blancos aos 81’. Despejou Ter Stegen e a bola caiu aos pés de Benzema, que o entregou a Bale. O galês, sem o guarda-redes da equipa da casa entre os postes, acertou com o esférico num defesa rival no seu remate. Quatro minutos mais tarde Kroos marcou uma falta e o remate de cabeça de Casemiro não acertou na baliza por muito pouco. A meia-final será decidida no Bernabéu.

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

horiz5Thumb.jpg

Os blancos visitam Camp Nou num grande momento e com o objectivo de ganharem vantagem na eliminatória (20:00 h portuguesa)
 
Regressa o espectáculo do Clássico. Em menos de um mês, os adeptos vão desfrutar de três confrontos entre o Real Madrid e o Barcelona. Os dois primeiros vão decidir quem alcança a final da Taça do Rei. O Camp Nou recebe esta noite a primeira mão de uma eliminatória que fica resolvida a 27 de Fevereiro no Santiago Bernabéu. Grande jogo que os jogadores de Solari vão disputar no seu melhor momento da temporada.

Apesar de um Clássico ser sempre especial e imprevisível, o Real Madrid chega a Barcelona com umas sensações muito positivas. Além de ter vencido claramente os cinco últimos encontros, os blancos estão a realizar uma Taça quase perfeita. No seu caminho até às meias-finais conseguiram mais vitórias (5) e mais golos marcados (20) que o resto das equipas.

Benzema em grande forma
Aos bons resultados há que juntar o excelente nível do plantel. Solari tem vindo a recuperar os lesionados e no treino prévio ao jogo contou com todos os jogadores menos Luca. Entre eles destaca-se Benzema, que marcou nos quatro últimos encontros (seis golos). “Esperamos fazer um grande jogo e ganhar”, assinalou o técnico blanco.

INVICTOS NOS QUATRO ÚLTIMOS CLÁSSICOS DA TAÇA

Por sua parte, o Barcelona chegou às meias-finais depois de superar o Sevilha nos quartos-de-final. Antes, eliminou a Cultural Leonesa e o Levante. Os comandados por Valverde são os campeões em título e esta temporada somam quatro vitórias e duas derrotas nesta competição. Coutinho, com três golos, é o melhor marcador na Taça. A equipa azul grená empatou no sábado diante do Valência e interrompeu uma série de cinco triunfos consecutivos em Camp Nou.

Duelo histórico
Real Madrid e Barcelona defrontaram-se em 33 ocasiões na Taça do Rei. A última teve lugar na final de 2014, na qual um golaço de Bale decidiu o título. Os blancos estão invictos nos quatro últimos Clássicos desta competição. Uma série que vão tentar prolongar esta noite no primeiro assalto das meias-finais. 

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

 

Consulte aqui  a Lista de Convocados do Real Madrid CF para este jogo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:39

SORTEO-CUARTOS-COPA_1RM1268_hThumb.jpg

Primeira mão no Camp Nou na quarta-feira, 6 de Fevereiro, às 21h00 (locais), e a segunda no Santiago Bernabéu na última semana do mês.
 
O Real Madrid já conhece o rival das meias-finais da Taça do Rei. Os merengues irão defrontar o Barcelona, numa eliminatória cujo encontro da primeira mão será disputado na quarta-feira, 6 de Fevereiro, às 20:00 horas portuguesas, no Camp Nou. O jogo da segunda volta terá lugar na última semana deste mês de Fevereiro, no Santiago Bernabéu.

O Barcelona atingiu esta fase depois de superar o Sevilha nos quartos-de-final. Antes disso, afastara a Cultural Leonesa, nos 16 avos-de-final, e o Levante, nos oitavos. Os comandados por Valverde são os detentores do troféu e esta temporada somam quatro vitórias e duas derrotas nesta competição. Coutinho, com três golos, é o melhor marcador da equipa na Taça.

Butragueño: “O Clássico é um dos maiores jogos do mundo”
“Não há nada como disputar um Clássico. É apaixonante, acima de tudo, se tens a sorte de seguir para uma final. Quando estás engravatado vês certas coisas de outra maneira. Para o público vai ser arrebatador. Estamos a falar de duas equipas com imensos recursos e jogadores extraordinários. Serão dois jogos intensos e equilibrados".

“Confiamos nos nossos jogadores e vamos ver o que acontece, mas este é um dos maiores jogos que qualquer adepto pelo mundo fora gosta sempre de acompanhar".

Encontros das meias-finais:
Bétis-Valência
Barcelona-Real Madrid
 
Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

2+2=4

por Pedro Silva, em 30.10.18

Infelizmente a matemática é uma ciência exacta. Digo infelizmente porque Florentino Pérez, actual Presidente do Real Madrid CF, gostaria antes que tal soma redundasse ante num tremendo 22 e não no 31 que criou após o término da época transacta.

 

Números à parte, a verdade é que somente Florentino, a sua Direcção e a habitual franja de aficionados «blancos» que não tem pensamento próprio é que acharam que o clube de Madrid seria imune às saídas de Zidane e Cristiano Ronaldo. Este foi o maior erro de Florentino e do Real Madrid CF. Achar-se superior a tudo e todos. De tal forma que os disparates que se cometeram na pré temporada foram mais do que muitos. A actual posição na tabela classificativa da liga espanhola  é - mais um - reflexo do actual estado de coisas na «Casa Blanca».

 

É um facto que os treinadores e jogadores passam e o clube fica. É algo que nem um clube como o Real Madrid pode negar. Contudo todos os períodos de transição querem-se, ou melhor, exigem-se que sejam pacíficos sob pena de se deitar por terra todas as conquistas anteriores. A história recente do clube «merengue» está recheada destes episódios… Episódios que explicam - em grande parte - o domínio do futebol em Espanha pelo FC Barcelona. Florentino e todos os que o rodeiam e com ele trabalham sabem de tal.

 

Fica por perceber a aposta em Julen Lopetegui como sucessor de Zidane no comando técnico de uma equipa que é “somente” tricampeã europeia e do mundo. Lopetegui é um treinador cujo CV é uma desgraça… Ainda hoje o Futebol Clube do Porto, clube que o espanhol treinou durante duas temporadas, está a pagar um preço bem elevado por ter contratado uma pessoa manifestamente incompetente para o desempenho do cargo. Já no que toca a ser despedido com uma “bruta” de indemnização Lopetegui é o melhor do mundo e arredores.

 

Por perceber fica também a tentativa (será?) de colmatar a saída de Cristiano Ronaldo com as entradas de Vinicius Júnior e Mariano Díaz. O primeiro é, tão-somente, um jogador em fase de afirmação. Um jovem atleta internacional brasileiro que tem ainda um longo percurso pela frente no que à habituação ao futebol europeu diz respeito. Mariano é um jogador tão conhecido no mundo do futebol que ninguém deu pela sua discreta passagem pelo Lyon de França. E nem vale a pena voltar aqui a falar na “necessidade” de se terem gasto milhões na contratação de Courtois. Milhões que poderiam ter sido investidos na contratação de Hazard (por exemplo).

 

Tudo isto para que se perceba de vez que a matemática é uma ciência exacta. 2+2 serão sempre 4 e não 22. Florentino (e quem o apoia) pode não gostar, mas tantos disparates juntos só poderiam ter criado o tremendo 31 em que o Real Madrid CF está metido.

45185613_2407139722633057_8671340100753293312_n.pn 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:37



Agenda do Real Madrid


Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (19/02/2018)

>

as (19/02/2018)

>

Ballon d'Or France Football 2018


THE BEST FIFA MEN'S PLAYER 2017/18


UEFA Men's Player of the Year 2017/18


Publicidade



Espectadores