Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


_HE12124.jpg

Casemiro, de bicicleta, Ramos e Bale assinaram os golos da equipa blanca, que já é segunda na Liga.

Sem Título 2.png

Seriedade, solidez e contundência. Agora que chega o tramo decisivo da temporada, o campeão europeu continua a mostrar o excelente nível das últimas semanas. Os blancos impuseram-se por 1-3 no intenso dérbi disputado no Wanda Metropolitano, onde ninguém tinha vencido esta campanha, e já são segundos na Liga. Casemiro inaugurou o marcador com uma grande bicicleta, Ramos fez o segundo de penálti e Bale garantiu o quinto triunfo seguido no campeonato.

Desde o início, as duas equipas protagonizaram um jogo muito intenso e disputado em que cada lance era uma batalha. Griezmann, com um disparo desviado, e Modric, de cabeça, foram os primeiros a criar perigo nas áreas de Courtois e Oblak. O Madrid tentava elaborar e o Atlético de Madrid presionava alto procurando uma falha. O primeiro golo não demorou a aparecer. Aos 16’, Kroos marcou um canto, Ramos lutou pela bola de cabeça e Casemiro, em segunda instância, realizou uma grande bicicleta que adiantou o conjunto de Solari.

Consulta ao VAR
Depois do 0-1, os blancos procuraram pausar o encontro. No entanto, apenas nove minutos depois, o Atlético de Madrid fez o empate. Correa roubou a Vinicius uma bola dividida na qual os merengues reclamaram falta e viu a desmarcação de Griezmann, que definiu perante Courtois. O assistente assinalou fora de jogo do avançado francês, mas o VAR concedeu o golo. 

RAMOS SOMA 11 TENTOS E ESTA JÁ É A SUA TEMPORADA MAIS GOLEADORA.

As numerosas interrupções dificultavam a fluidez do jogo madridista. As ocasiões escasseavam, apesar de Kroos, aos 37’, testar Oblak com um disparo de fora da área. Quando parecia que se ia para o intervalo com um empate, uma sensacional jogada de Vinicius pela esquerda provocou o penálti de Giménez que o VAR corroborou. Ramos marcou o 1-2 fazendo o seu décimo primeiro tento da temporada.

As primeiras oportunidades do recomeço foram rojiblancas. Morata e Griezmann prouraram o empate com remates seguidos. O avançado espanhol viu um golo ser anulado aos 54’ por fora de jogo. Enquanto, Solari deu descanso a Vinicius e fez entrar Bale. Aos 60’, Courtois fez uma boa defesa a disparo de Giménez. Pouco depois, Morata reclamou penálti, mas nem o árbitro nem o VAR detectaram alguma infracção.

100 golos de Bale
O jogo continuava muito disputado, com demasiadas faltas e poucas ocasiões de golo. Foi então que apareceu a qualidade merengue. Uma rápida transição ofensiva deixou Bale em posição de disparo após uma grande assistência de Modric. O remate cruzado do galês resultou no 1-3 (74’), e no seu golo número 100 no Real Madrid. O Atlético de Madrid ficou reduzido a dez aos 80’ por duplo amarelo a Thomas. O jogo estava decidido mas Bale podia ter aumentado a conta de cabeça. No final, 1-3 e o Real Madrid soma e segue. Agora, vem a Champions.

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

Bale, Bola de Ouro do Mundial de Clubes 2018

por Pedro Silva, em 26.12.18

Bale.jpg

O galês foi o protagonista da meia-final com um espectacular ‘hat-trick’ frente al Kashima Antlers.
 
Gareth Bale recebeu a Bola de Ouro Mundial de Clubes 2018. O avançado blanco, que já venceu o MVP da passada Champions, voltou a ser essencial para a conquista do título em Abu Dabi. O seu sensacional hat-trick na meia-final diante do Kashima Antlers guiou a equipa até à final. Contra o Al Ain voltou a realizar um grande encontro e esteve perto de marcar um golo de bicicleta. O jogador do Al Ain Caio conquistou a Bola de Prata, enquanto que Santos Borré, do River Plate, levou a Bola de Bronze. 
 
Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:15

Bale, MVP da meia-final

por Pedro Silva, em 20.12.18

_AV19075_horThumb.jpg

"Temos a oportunidade de ganhar outro título e estou feliz por passar à final", disse após o seu ‘hat-trick’ diante do Kashima Antlers.
 
Gareth Bale foi eleito melhor jogador do jogo frente ao Kashima Antlers. O avançado blanco, que disputou 60 minutos, foi o autor dos três golos que deram a vitória e a passagem à final do Mundial de Clubes. O galês, que este ano já foi o MVP da final da Champions, volta a ser decisivo em Abu Dabi para guiar o Real Madrid ao encuentro frente ao Al Ain, onde vai procurar revalidar o título.

Bale analisou a vitória contra a equipa japonesa: “Creio que o mais importante hoje era ganhar. Sabíamos que era um jogo difícil contra uma boa equipa. É muito importante ter marcado três golos mas é mais ter ajudado a equipa a estar na final. Temos a oportunidade de ganhar outro título e estou feliz por passar à final. A partir de amanhá vamos analisar o adversário e vamos começar a prepará-la. É mais um troféu que podemos ganhar e tanto para o clube como para mim é importante. Todos trabalhamos para sermos campeões".

Exibição individual
"Não preciso de responder a ninguém, apenas tento jogar futebol e fazer o melhor para a equipa. Ao longo da minha carreira já joguei na esquerda, na direita e pelo meio, assim que fico mais cómodo onde quer que o treinador me ponha. Depois de um jogo duro o mais importante era chegar à final”.
 
Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:41

GettyImages-1074412066_ultraThumb.jpg

Os três golos do galês sentenciam o Kashima Antlers e o Real Madrid vai defender o título no sábado frente ao Al Ain.

Sem Título.png

O Real Madrid já está na final do Mundial de Clubes. Pela mão de um espectacular Bale, que assinou um hat-trick em apenas 11 minutos, os blancos foram superiores ao Kashima Antlers, campeão asiático, e vão lutar este sábado para se tornarem na melhor equipa do mundo pelo terceiro ano consecutivo. O anfitrião Al Ain, que ultrapassou o River Plate nos penáltis, será o adversário que vão defrontar para entrarem na história e tornarem-se nos únicos a consegui-lo.


O encontro começou com um susto para o campeão europeu e com uma grande intervenção de Courtois ao disparo cruzado de Serginho aos 2’. No canto posterior, a bola passeou pela área sem encontrar rematador. Desde aí, o Real Madrid passou a ser dominador. Trocava o esférico de um lado a outro em busca de um espaço na defesa adversária e recuperava rápido graças à pressão que exercia. A primeira ocasião dos blancos apareceu aos 11’ após o remate de Benzema, que terminou nas mãos de Sun Tae.

Ocasiões
Tentaram responder os japoneses, mas Courtois esteve melhor que Doi num frente a frente já com puco ângulo. Os adversários não voltaram a aparecer mais pela área do guardião belga na primeira metade e o Real Madrid via cada vez mais próximo o momento de inaugurar o marcador. Tentou Kroos de zona fontal aos 30’ e Ramos, dois minutos mais tarde, com uma grande cabeçada a uma livre marcado pelo alemão. O primeiro disparo terminou nas mãos de Sun Tae e a cabeçada, a poucos centímetros da baliza do guarda-redes asiático. 

BALE MARCOU EM TRÊS MEIAS-FINAIS DO MUNDIAL DE CLUBES: 2014, 2017 E 2018.

Passavam os minutos e o golo de Bale apareceu antes do descanso. Espectacular tabela do galês com Marcelo e o seu remate cruzado aos 44’ deu vantagem aos blancos, que estavam constantemente a criar perigo pelo lado esquerdo.
 
O terceiro de Bale
A segunda metade começou como terminou a primeira: com o Real Madrid a atacar. Bale ganhou as costas a Uchida e o seu centro passeou pela área até chegar a Benzema. O remate do francês superou o guarda-redes, mas Yamamoto salvou a sua equipa sobre a linha de golo. Não falharam os blancos na ocasião seguinte. Bale, tão rápido como pronto a reagir, aproveitou quatro minutos mais tarde a falha de comunicação entre Jung e o seu guarda-redes para rematar isolado com o pé direito. Tudo corria bem e aos 55’ o encontro ficou bem encaminhado. Novamente o galês como protagonista, que desferiu um grande remate de pé esquerdo depois de receber a segunda assistência de Marcelo no encontro. Sexto golo de Baleno Mundial de Clubes.

O galês foi substituído por Asensio aos 60’ e com uma estrondosa ovação do Zayed Sports City Stadium. O internacional espanhol, com queixas, foi substituído 14 minutos depois por Casemiro, que regressou após a lesão. Aos 78’, e após consulta ao VAR, Doi reduziu a desvantagem. O Real Madrid vai lutar com o Al Ain para ser campeão mundial. 

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:25



Agenda do Real Madrid


Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (19/02/2018)

>

as (19/02/2018)

>

Ballon d'Or France Football 2018


THE BEST FIFA MEN'S PLAYER 2017/18


UEFA Men's Player of the Year 2017/18


Publicidade



Espectadores