Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


_1RM3591_ultraThumb.jpg

Os golos do francês, que realizou um jogo espectacular, e os de Ramos e Bale rubricam a vitória diante do Espanhol. 

Sem Título.png

O Real Madrid já está em velocidade cruzeiro. Não só ganhou os três últimos encontros oficiais como também o fez com um jogo agradável e que convence. Hoje encaminhou o triunfo contra o Espanhol em apenas um quarto de hora com os golos de Benzema e Ramos. O primeiro chegou no minuto 4. Modric entrou na área, disparou e Diego López evitou o tento com uma grande estirada, mas Benzema, muito rápido, aproveitou a recarga e adiantou os blancos.

O 0-2 chegou apenas 11 minutos depois e foi fabricado no laboratório de Solari. Kroos marcou de forma curta o canto para Modric, que colocou o esférico ao segundo poste, onde apareceu Ramos para marcar com um perfeito remate de cabeça. Terceiro golo do capitão nos dois últimos jogos. Apesar da vantagem, o Real Madridcontinuava a dominar o esférico, mas numa jogada isolada, e depois de uma série de ressaltos, Baptistao bateu Courtois aos 25’ e reduziu a diferença.

Obra de arte de Benzema
O conjunto da casa voltava a entrar no jogo mas os madridistas continuavam a serem fiéis ao guião que tinham seguido desde o início. E graças a esse domínio chegaram ao intervalo com uma vantagem maior. Já nos descontos apareceu a obra de arte da noite. Benzema combinou com Vinicius Jr., que lhe devolveu o esférico, e o francês colocou no fundo das redes com um remate em arco tão bonito como colocado perante o qual nada conseguiu fazer a estirada de Diego López.

O REAL MADRID É A PRIMEIRA EQUIPA QUE ALCANÇA OS 4500 PONTOS NA HISTÓRIA DA LIGA.

Solari viu-se obrigado a substituir ao intervalo Ramos, com queixas físicas, por Nacho. Não mudou o encontro após a passagem pelos balneários e as ocasiões mais claras de golo continuavam a ser para os visitantes. Décima primeira finta de Benzema, que deu um recital no RCDE Stadium, maravilhoso passe do francês para Modric aos 57’ e o disparo do croata da marca de penálti obrigou Diego López a brilhar.

Bale regressou com golo
A pressão do Real Madrid continuava a ser asfixiante e o Espanhol apenas conseguia sair do seu meio campo. Assim chegou o quarto golo dos visitaates. Entre Lucas Vázquez e Nacho roubaram o esférico a Baptistao no minuto 69. Bale, que aos 64’ tinha regressado após a lesão, fez o resto. Fugiu a Javi López com uma preciosa manobra de costas e um duplo toque de calcanhar, e bateu Diego López com um remate cruzado. Um minuto depois, o guarda-redes da equipa da casa evitou o tento de Carvajal, que recebeu um passe genial de um inspiradíssimo Benzema.

Tudo parecia já decidido mas o Real Madrid ficou reduzido a dez futebolistas aos 70’ devido à expulsão de Varane. Aí apareceram os melhores minutos do conjunto da casa, que esteve perto de reduzir a desvantagem dois minutos mais tarde num disparo de Sergio García que ficou envenenado depois de golpear em Reguilón e que Carvajalmandou para canto sobre a linha de golo. Quem marcou foi Rosales aos 82’, mas daí até final os madridistas souberam manter a vantagem e obtiveram uma merecida vitória. 

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

_HE18618_ultra.jpg

Ramos, com um bis, Lucas Vázquez e Benzema asseguram a vitória frente ao Girona num jogo em que os blancos mereciam uma vantagem maior. 

Sem Título.png

A vitória de sábado frente ao Sevilha era o exemplo a seguir. E cinco dias depois, o Real Madrid voltou a realizar outro excelente jogo no Santiago Bernabéu que confirma a boa dinâmica de futebol e resultados. Os blancos venceram 4-2 o Girona na primeira mão dos quartos-de-final da Taça do Rei para ganharem vantagem numa eliminatória que fica resolvida dentro de uma semana em Montilivi. Sergio Ramos, com um bis, Lucas Vázquez e Benzema assinaram os golos madridistas de um encontro em que os jogadores de Solari foram muito superiores e mereciam ter vencido com um resultado mais avultado.

O jogo não começou com boas notícias para os blancos. O Girona adiantou-se na sua primeira aproximação à área de Courtois. Carnero centrou desde a esquerda e Lozano fez o 0-1 (7’). Havia que dar a volta, e a partir do golo sofrido, o Madrid tomou conta da bola e das ocasiões. Vinicius liderava as ofensivas madridistas pela esquerda, mas foram Casemiro e Marcelo os primeiros a testarem Iraizoz com disparos de fora da área. O conjunto de Solari estava a merecer e o empate não se fez esperar. Benzema viu a desmarcação de Odriozola pela direita e o lateral assistiu Lucas Vázquez, que vindo de trás, conseguiu fazer o 1-1 (18’).

Ramos dá a volta
Longe de estarem conformados, os blancos contnnuaram a atacar. Vinicius, noutra grande acção, cedeu atrás para Benzema, que disparou alto. O brasilero criava perigo de cada vez que tocava na bola. Aos 28’, esteve perto de fazer um golaço de zona frontal, mas o seu remate à procura do ângulo da baliza foi para fora por pouco. O Madrid era um vendaval ofensivo e aos 42’ encontrou a recompensa. Vinicius foi derrubado por Lozano dentro da área e Ramos transformou penálti à Panenka. Benzema podia ampliar a vantagem antes do descanso mas disparou ao poste e o encontro chegou a meio com um 2-1 curto para as oportunidades da equipa da casa. 

SERGIO RAMOS JÁ MARCOU 9 GOLOS ESTA TEMPORADA.

A segunda parte começou como terminou a primeira. O Madrid recuperava e trocava a bola com rapidez. Modric, de cabeça, esteve quase a fazer o terceiro. Os blancos estavam virados para o ataque. Uma boa combinação entre Vinicius e Benzema terminou num disparo do francês que defendeu Iraizoz. Llorente e Kroos sustituiram Casemiro e Modric no meio campo. Aos 64’, Courtois desviou para canto um disparo de Lozano num contra-ataque do Girona. No canto, Llorente tocou na bola com a mão e o penálti foi convertido por Granell (66’).

Golos de Ramos e Benzema
Ainda havia tempo para ir em busca da vitória. Solari esgotou as alterações fazendo entrar Isco por Ceballos. Aos 77’, Ramos voltou a adiantar os blancos. O capitão cabeceou para o fundo das redes um centro de Marcelo depois de outra boa jogada entre o lateral e Vinicius pela esquerda. Mas o Madrid não abrandava e três minutos depois fez o definitivo 4-2. Vinicius, quem haveria de ser, assistiu Benzema para este marcar isolado. Na próxima quinta-feira, o Real Madrid vai procurar selar a passagem às meias-finais da Taça. 

 

Artigo punlicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

_HE20272_ultraThumb.jpg

O Bernabéu desfrutou de uma vitória gorda sobre o Melilla, na qual marcaram Asensio (2), Isco (2), Javi Sánchez e Vinicius Jr.

Sem Título.png

O Santiago Bernabéu viveu uma tarde perfeita de futebol e golos. O Real Madrid garantiu a qualificação para os oitavos-de-final da Taça do Rei com uma goleada frente ao Melilla (6-1). Asensio (2), Isco (2), Javi Sánchez e Vinicius Jr. marcaram os tentos madridistas de um jogo em que se estearam com a equipa principal Fran García e Fidalgo. Os pupilos de Solari, que repartiu minutos pelo plantel, já esperam pelo adversário do sorteio de 13 de Dezembro.

As duas equipas proporcionaram um futebol aberto e de ataque. Isso propiciou um encontro atractivo e com numerosos ataques às balizas. O Melilla começou com forte oposição, e Yacine e Mizzian protagonizaram as primeiras ocasiões de golo. Mas logo começaram a aparecer os jogadores do ataque madridista. Isco, aos 13’, obrigou à primeira intervenção de Pedro Luis. O guarda-redes do Melilla voltou a salvar a sua equipa pouco depois com uma grande defesa a remate de Vinicius Jr. A parceria entre o brasileiro e Isco criava perigo sobre a baliza dos visitantes. Aos 32’, uma assistência do natural de Málaga isolou Vinicius, que disparou por cima. 

Bis de Asensio
O Real Madrid era o dono do jogo e os golos não iam demorar a aparecer. Aos 33’, Asensio abriu caminho entre a defesa do Melilla, ajeitou a bola e colocou-a no fundo das redes. Dois minutos mais tarde, Vinicius fugiu à marcação com uma espectacular acção pelo lado esquerdo e fez o passe atrasado para Asensio assinar o bis. Os blancos eram um vendaval ofensivo, e aos 39’, Javi Sánchez estreou-se como goleador da equipa principal ao rematar um centro de Asensio. O jogo foi para o intervalo com 3-0 no marcador, apesar de Vinicius e Isco terem estado perto de ampliar a vantagem.  

FIDALGO E FRAN GARCÍA ESTREARAM-SE COM A EQUIPA PRINCIPAL.  

O encontro e a eliminatória já estavam decididos, mas faltavam 45 minutos para os adeptos desfrutarem. Fran García e Ceballos deram descanso a Carvajal e Llorente após o recomeço. O quarto tento não se fez esperar. No minuto 48’, Isco marcou um golaço com um disparo de fora da área que entrou ao ângulo. Apesar da diferença no marcador, os jogadores de Solari continuavam à procura de mais golos. Vinicius Jr. voltou a encontrar o guarda-redes adversário pela frente. 

Mais golos
À base da insistência, o brasileiro conseguiu marcar aos 75’, depois de recuperar uma bola na recarga do próprio remate. Por seu lado, o Melilla procurou o seu golo e quase que o consegue por Brian Martín, que obrigou à estirada de Keylor Navas. Aos 79’, Solari esgotou as alterações fazendo entrar outro estreante, Fidalgo. Yacine, aos 81’, fez de penálti o golo dos visitantes, e Isco, aos 83’, assinou o definitivo 6-1 após uma assistência de Fran García. O Real Madrid mantem a sua dinâmica ganhadora e já está nos oitavos da Taça.  

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

_AV18963_HThumb.jpg

Os tentos de Gila, Miguel, Rodrigo (2) e Pedro (2) asseguram em Roma a liderança aos Juniores A quando falta um jogo.  

Sem Título.png

Com a qualificação nas mãos, os Juniores A tinham como objectivo assegurar a liderança do seu grupo na UEFA YouthLeague fora frente à Roma. E foi o que fizeram. A filial entrou lançada e sentenciou o confronto em apenas 20 minutos com os golos de Gila, Rodrigo e Miguel. No recomeço, de novo Rodrigo, pichichi da equipa, fez o quarto; e Pedro aumentou o resultado com um bis. Assim, os blancos certificaram a sua quinta vitória consecutiva e são a única equipa com pleno de triunfos nesta competição.  

Logo a iniciar o embate, avisou Alberto com um disparo de zona frontal, e logo depois chegaram os golos. Mario Gila inaugurou o marcador após uma falta cobrada por Miguel Baeza, e aos 9’ Rodrigofez o 0-2 culminando na pequena área uma jogada pela direita de Marvin. Antonio procurou o terceiro, mas a bola saiu a roçar o poste; e então a Roma despertou da sua letargia encontrando pela frente um magnífico Altube. A sentença chegou a meio da primeira parte desde o lado esquerdo, com um tento de Miguel em contra-ataque.

Reacção dos locais 
No entanto, a Roma demonstrou ser um digno rival e apesar do resultado desfavorável, continuou a procurar a baliza blanca e a imprimir intensidade ao jogo. Assim apareceu o golo dos locais por intermédio de Riccardi (59’). As ocasiões sucediam-se e Rodrigo e Baeza estiveram isolados frente ao guarda-redes. O brasileiro não perdoou à segunda e fez o 1-4 após uma assistência de AlbertoPedro fechou o resultado com um bis nos descontos. Objectivo cumprido para a filial, que venceu em Roma contundentemente.

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:35



Agenda do Real Madrid


Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (19/02/2018)

>

as (19/02/2018)

>

Ballon d'Or France Football 2018


THE BEST FIFA MEN'S PLAYER 2017/18


UEFA Men's Player of the Year 2017/18


Publicidade



Espectadores


subscrever feeds