Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


_HE19738_horizontalThumb.jpg 

Benzema marcou o golo dos blancos, que tiveram várias oportunidades para vencer um Manchester United com mais rodagem.

 

O Real Madrid de Julen Lopetegui mereceu mais diante do Manchester United no seu primeiro encontro de pré-temporada. Os blancos, que foram superiores a um adversário com mais rodagem, tiveram oportunidades para, no mínimo, empatar a partida disputada em Miami. O jogo começou com muita velocidade e ocasiões para ambas as equipas. A primeira pertenceu ao United, mas o remate de Mata na pequena área não encontrou a baliza, aos 5'. Três minutos mais tarde, respondeu o Real Madrid numa bonita jogada colectiva, que culminou num cruzamento de Odriozola e um remate de Benzema que saiu à escassos centímetros do seu objectivo. 

 
As chegadas a ambas as áreas continuavam a ser uma constante e numa delas o Manchester United adiantou-se no marcador, aos 18'. Passe atrasado de Darmian e Alexis, de primeira, atirou para o fundo das redes. É antes de se chegar à meia hora os ingleses aumentaram a vantagem. Mata ganha as costas à defesa blanca, cede a bola a Alexis e este assiste, de cabeça, Herrera, que vindo de trás bate Casilla. 

ESTREIAS DE VINICIUS JR, ODRIOZOLA, LUNIN, VALVERDE, JAVI SÁNCHEZ, REGUILÓN E SERGIO LÓPEZ.

O campeão da Europa tentou reduzir a desvantagem com um remate de Bale que saiu à roçar a trave aos 31', mas o prémio chegou na última jogada da primeira parte. Bom cruzamento de Theo e Benzema adiantou-se à defesa para marcar o primeiro golo do Real Madrid 18/19 com um toque subtil.

Oportunidades

 

Lunin, Reguilón, Odegaard e Mayoral substituíram Casilla, Theo, Bale e Benzema após o intervalo, altura em que o Real Madrid aproveitou para ir em busca do empate. Esteve perto de o conseguir aos 57'. Passe atrasado de Reguilón e o remate de Odegaard da marca de penálti saiu alto. Os blancos empurravam o adversário para a sua área e o médio norueguês, num livre descaído, podia ter empatado aos 75'. Lopetegui fez entrar Nacho, Isco, Kroos e Asensio para manter a pressão. Um centro do maiorquino podia ter dado o 2-2 mas o remate de Raúl de Tomás não entrou por pouco. Nos descontos, podia ter sido Nacho a marcar. O seu remate de pé esquerdo da zona frontal roçou a trave mas já não houve tempo para mais. 

 

Artigo publicado nmo site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

H BALE_5AM0339Thumb.jpg 

Lopetegui enfrenta o seu primeiro jogo no comando da equipa, na estreia dos blancos na International Champions Cup 2018.
 
Regressa o futebol, regressa o vencedor das três últimas Champions League. Passaram pouco mais de dois meses desde que o Real Madrid fechou a temporada com a conquista da Décima Terceira em Kiev. Agora arranca outra época cheia de ambição em que lutará por cinco títulos, com Julen Lopetegui ao comando. Antes disso, como todos os Verões, enfrenta exigentes jogos de preparação contra grandes clubes europeus. 
 
O primeiro teste tem lugar contra o Manchester United no Hard Rock Stadium de Miami (quarta-feira, 01:00 hora portuguesa; terça-feira, 20:00 horas locais). O Real Madrid defronta o vice-campeão da Premier League num encontro que significará a estreia de Lopetegui no banco. "Estes jogos são importantes para preparar a temporada em todos os aspectos e ir ganhando confiança. O Real Madrid não pensa em amigáveis e trataremos de disputar o encontro da melhor maneira", destacou. 

O HARD ROCK STADIUM RECEBE O REAL MADRID PELO SEGUNDO VERÃO CONSECUTIVO.

Com este jogo, o Real Madrid faz a estreia na International Champions Cup 2018, competição que disputa pelo sexto Verão seguido e que já venceu em três das seis edições em que participou. Tal como na época passada, o primeiro adversário dos madridistas será o Manchester United. As duas equipas encontram-se pela terceira ocasião neste torneio de Verão, depois de também já se terem defrontado em 2014.
 
Para o conjunto inglês, o jogo contra o Real Madrid será o quinto da pré-temporada. No que se refere à International Champions Cup, bateu o Milan nos penáltis (1-1) e caiu perante o Liverpool (1-4). O Hard Rock Stadium, que no Verão passado já recebeu o Clássico, prepara-se para viver um dos grandes encontros da pré-temporada. O rei da Europa põe-se em marcha com um jogo exigente. 

 

Artigo publicado no site Real madrid CF

 

NOTA: Devido ao horário desta partida (01h05, hora de Portugal Continental), só poderei publicar a análise ou crónica da mesma durante o dia seguinte (Quinta, 01/08/2017).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

2-3: Festival ofensivo no Clássico em Miami

por Pedro Silva, em 30.07.17

_HE20022_h.jpg 

O Real Madrid não conseguiu ganhar um jogo com múltiplas oportunidades e no qual Kovacic e Asensio marcaram os golos blancos.

 

Clássico em Miami foi um espectáculo em todos os aspectos. Foi nas bancadas, onde os adeptos desfrutaram em grande, com cerimónia de abertura e actuação de Marc Anthony incluídas. E foi dentro do campo, onde as duas equipas apresentaram um futebol de ataque carregado de oportunidades. O Real Madrid, que dispôs de  numerosas ocasiões de golo, não conseguiu levar a melhor no terceiro jogo da pré-época. Kovacic e Asensio marcaram pelos blancos, num encontro em que Messi, Rakitic e Piqué deram o triunfo ao Barcelona.

 

Os treinadores também fizeram questão de abrilhanar a festa e apresentaram dois onzes de gala. Sergio Ramos, que se estreou esta temporada, foi a grande novidade madridista. O jogo complicou-se muito cedo para os merengues. Na primeira jogada de ataque azul-grená, Messi inaugurou o marcador, depois de o remate desviar em Varane. Pouco depois, Rakitic fez o segundo, numa acção de apoio ao ataque. Impunha-se uma reacção e o Real Madrid iniciou-a através deKovacic. O croata encurtou a distância com um remate desde a meia lua da grande área e com a bola a passar junto ao poste. Em 15 minutos, o público já assistira a três golos.

 
Golaço de Asensio
O jogo estava ao rubro e mostrava uma sucessão de jogadas de perigo nas duas áreas. Benzema, aos 19', esteve perto de fazer o empate, mas o cruzamento saiu muito largo. A seguir foi Modric a tentar a sorte de meia distância. Neymar e Messi replicaram de imediato com dois disparos consecutivos. O argentino viu Keylor Navas fazer uma grande defesa. Com tantas ocasiões, mais golos teriam de surgir. E foram os madridistas que chegaram ao 2-2. Num contra-ataque de antologia, após a marcação de um canto a favor do Barcelona. Kovacic e Asensio entenderam-se na perfeição e o espanhol bateu Cillessen.

O HARD ROCK STADIUM ENCHEU PARA RECEBER O CLÁSSICO.

Após uma primeira parte com pouco jogo a meio-campo, muitos ataques e animação nas bancadas, o segundo tempo começou com quatro alterações na equipa merengue. Entraram, Nacho, Vallejo, Isco e Lucas. Aos 50’, Piqué voltou a colocar a sua equipa em vantagem, depois de concluir uma falta marcada por Neymar. O jogo mantinha a tónica da primeira metade e, em apenas 15 minutos, as duas equipas já resgistavam quatro jogadas de perigo cada uma. A mais clara pertenceu a Isco, mas foi desfeita por Cillessen. Por sua vez, Navas e Kovacic salvaram situações de perigo criadas por Suárez e Umtiti.

Os minutos iam passando, mantendo-se um futebol vistoso em que as jogadas de ataque se impunham às situações de defesa. Entre várias ocasiões também iam ocorrrendo as substituições nas duas equipas. Perto do final, Isco e Ceballos estviveram quase a fazer o terceiro, mas o resultado não se alterou. Com este jogo, a equipa de Zidane encerra a participação na  International Champions Cup. O próximo compromisso será em Chicago, frente ao combinado de estrelas da MLS no último teste antes da Supertaça Europeia.

 

in Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:00

BALE_HE28689_H_Thumb.jpg 

O Hard Rock Stadium viverá o grande confronto futebolístico da pré-temporada no terceiro jogo da digressão do campeão da Europa.
 

Real Madrid-Barcelona. O confronto diz tudo. Não importa o contexto, a data ou o local. Um Clássico é sempre um jogo especial. É certo que se trata apenas de um jogo de pré-temporada, mas o espetáculo está garantido naquele que será o grande confronto da International Champions Cup 2017. A equipa de Zidane, que continua a sua preparação para a época oficial que arranca a 8 de Agosto com a Supertaça Europeia, procurará vencer no terceiro encontro da digressão (sábado, 20:00 h local; domingo, 01:00 h portuguesa).
 
Miami vibra com o primeiro Clássico fora de Espanha em 35 anos. Desde que jogaram na Venezuela em 1982, Real Madrid e Barcelona não voltaram a defrontar-se fora de Espanha. Conscientes da importância do acontecimento, os adeptos mostraram o seu entusiasmo com este jogo. Por todos os cantos da cidade não se fala de outra coisa se não do Clássico. Um bom exemplo surgiu no treino de véspera do Real Madrid no Hard Rock Stadium, ao qual compareceram milhares de fãs. A sede dos Miami Dolphins da NFL terá um ambiente de gala esta noite.

MIAMI RECEBE O PRIMEIRO DOS TRÊS CLÁSSICOS DESTE VERÃO.

“Será um jogo bonito para os adeptos. Estamos encantados por estar aqui alguns dias, há muitos adeptos do Real Madrid", destacou Zidane. O técnico dos brancos, tal como nos dois primeiros jogos contra Manchester United e Manchester City, continuará a distribuir minutos com a mente posta nos dois títulos que serão disputados em Agosto. Precisamente um deles, a Supertaça de Espanha, voltará a ser contra o Barcelona. A 13  e 16 de Agosto haverá dois novos clássicos num Verão apaixonante para o vencedor da Champions e da Liga.
 
O adversário 
Por sua parte, o Barcelona também jogará o seu terceiro amigável do Verão. Anteriormente venceu a Juventus (1-2) e o Manchester United (1-0). O conjunto azul-grená incorporou este Verão Ernesto Valverde como técnico. Miami já conta as horas que faltam para a bola começar a rolar. A emoção do Clássico muda-se para os Estados Unidos.

 

in Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:30



Agenda do Real Madrid


Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (19/02/2018)

>

as (19/02/2018)

>

Ballon d'Or France Football 2018


THE BEST FIFA MEN'S PLAYER 2017/18


UEFA Men's Player of the Year 2017/18


Publicidade



Espectadores