Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


1-2: Tropeção frente ao Girona

por Pedro Silva, em 18.02.19

_HE12061_horThumb.jpg

Casemiro colocou o Real Madrid em vantagem na primeira parte, mas a equipa catalã deu a volta na segunda.

Sem Título.png

O Real Madrid tropeçou no Bernabéu ante o Girona. Os blancos foram superiores ao rival na primeira parte, na qual se adiantaram com um golo de Casemiro, e acabaram por ser superados na segunda. A primeira oportunidade do encontro surgiu aos 17'. Kroos recuperou a bola, fez o passe para Lucas Vázquez e o canterano intrometeu-se com êxito entre os defesas rivais, aparacendo na cara de Bono. O guarda-redes visitante acabaria por levar a melhor. Dois minutos mais tarde chegou a resposta do Girona, mas foi a vez de Courtois brilhar na sequência do disparo de Stuani na zona frontal.

Com o avançar os minutos, via-se um Real Madrid inclinado para a baliza de Bono e não surpreendeu que tenha inaugurado o marcador. Belo centro de Kroos e magnífico golpe de cabeça de Casemiro. O brasileiro marcou pela segunda jornada consecutiva. Mais duas ocasiões, uma para cada equipa, verificaram-se antes do descanso. A primeira foi para o Girona, mas o potente remate de Granell, aos 40', passou ligeiramente ao lado da baliza. A última, dois minutos depois, foi de Benzema, que rematou já dentro da área e obrigou Bono a demonstrar os reflexos.

CASEMIRO MARCOU PELO SEGUNDO JOGO CONSECUTIVO.

O Girona adiantou linhas depois do regresso dos balneários, através das entradas de Lozano e Aleix García. E foram precisamente estes os protagonistas aos 59'. Centrou Portu e Courtois fez uma enorme defesa ao remate de cabeça de Lozano, tendo na recarga Alex García errado o alvo, rematando por alto desde a marca de penálti. Foi um sério aviso, pois volvidos seis minutos os visitantes empataram na sequência de uma grande penalidade convertida por Stuani, devido a uma mão na bola de Sergio Ramos.

Reviravolta do Girona
Faltavam ainda mais de 20 minutos para o apito final quando o Girona fez o 1-2,. Portu, que minutos antes rematara ao poste, marcou de cabeça, aproveitando um ressalto na pequena área. Daí para a frente o Real Madrid tentou fazer tudo o que lhe era permitido para empatar e esteve perto em dois remates de Vinicius Jr. desde a zona frontal, e num cara a cara de Bale, ao qual chegou com grande esforço e um pouco atrasado. Aos 90' registou-se a expulsão de Ramos, por duplo amarelo, e nos instantes finais Courtois subiu até à grande área contrária para tentar a sua sorte na sequência de um canto, acabando o cabeceamento por sair ligeiramente para fora.

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

_AV13053_ultraThumb.jpg

Os golos de Benzema e Asensio selam a vitória do Real Madrid na primeira mão dos oitavos-de-final contra o Ajax.

Sem Título.png

Nenhuma deslocação é fácil na Europa. Sabe-o perfeitamente o vencedor das três últimas edições. Em Amsterdão, o Real Madrid teve que sofrer e aguentar as investidas de uma grande adversário como o Ajax. Num jogo muito exigente, os blancos fizeram valer a experiência e eficácia para ganharem por 1-2 e darem o primeiro passo a caminho dos quartos. Benzema fez o primeiro depois de uma grande jogada de Vinicius, e depois do empate de Ziyech, Asensio selou o triunfo aos 87’. O encontro foi especial para Sergio Ramos, que alcançou os 600 jogos com o Real Madrid. A 5 de Março toca a rematar a eliminatória no Santiago Bernabéu.

A intensidade e pressão que imprimiu o Ajax desde o início dificultaram o jogo madridista. Os blancos tentavam sair no contra-ataque, aproveitando a velocidade de Vinicius e Bale. O galês testou pela primeira vez Onana aos 7’. Mazraoui, após um roubo de bola em zona perigosa, deu a réplica para o conjunto da casa com um disparo cruzado (9’). A ocasião mais clara do primeiro período para os jogadores de Solari apareceu no minuto 14, quando Vinicius fugiu ao seu marcador e obrigou  o guarda-redes adversário a uma grande estirada. 

Ritmo frenético
O jogo estava aberto. O Madrid tentava pausá-lo, mas o Ajax continuava a imprimir um ritmo frenético. Aos 25’, Tadić esteve perto de adiantar a sua equipa com um remate que foi ao poste. Cinco minutos depois, Bale tentou surpreender de fora da área. Os jogadores da casa tentaram o golo antes do descanso. Courtois salvou após um perigoso disparo de Ziyech. Aos 39’, depois de um canto, Tagliafico marcou, mas o árbitro anulou após consultar o VAR. O primeiro período acabou com Courtois a despejar perante Schöne.

SERGIO RAMOS CUMPRIU EM AMSTERDÃO 600 JOGOS COM O REAL MADRID.

O encontro recomeçou com oportunidades para os dois conjuntos. Onana deteve um disparo de primeira de Benzema a passe de Carvajal (51’). Na jogada seguinte foi Courtois que teve que se aplicar a tiro de Neres. O 0-1 chegou aos 60’. Foi protagonizado por dois dos artífices da boa série madridista. Vinicius, outra vez determinante, desequilibrou pela esquerda, e habilitou Benzema, que definiu com maestria. O seu golo número 19 esta temporada.

Asensio decide
Depois do golo, o Madrid quis tomar conta do jogo, apesar do Ajax continuar na luta. Aos 75’, uma recuperação holandesa no centro do campo propiciou o golo do empate, obra de Ziyech. Faltavam 15 minutos e tudo estava em aberto. Lucas Vázquez e Asensio, que tinham entrado de fresco, procuraram o segundo com dois disparos de longe O golo estava mais próximo do lado merengue. E apareceu aos 87’, quando um grande centro de Carvajal permitu a Asensio assinar o 1-2. O encontro foi emocionante até ao últim minuto. Ramos viu amarelo que acarreta suspensão e Courtois salvou num frente a frente com Dolberg nos descontos. No final, vitória no palco da Sétima para dar o primeiro passo a caminho dos quartos da Champions.

 

Artigo publicadi no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

_HE12124.jpg

Casemiro, de bicicleta, Ramos e Bale assinaram os golos da equipa blanca, que já é segunda na Liga.

Sem Título 2.png

Seriedade, solidez e contundência. Agora que chega o tramo decisivo da temporada, o campeão europeu continua a mostrar o excelente nível das últimas semanas. Os blancos impuseram-se por 1-3 no intenso dérbi disputado no Wanda Metropolitano, onde ninguém tinha vencido esta campanha, e já são segundos na Liga. Casemiro inaugurou o marcador com uma grande bicicleta, Ramos fez o segundo de penálti e Bale garantiu o quinto triunfo seguido no campeonato.

Desde o início, as duas equipas protagonizaram um jogo muito intenso e disputado em que cada lance era uma batalha. Griezmann, com um disparo desviado, e Modric, de cabeça, foram os primeiros a criar perigo nas áreas de Courtois e Oblak. O Madrid tentava elaborar e o Atlético de Madrid presionava alto procurando uma falha. O primeiro golo não demorou a aparecer. Aos 16’, Kroos marcou um canto, Ramos lutou pela bola de cabeça e Casemiro, em segunda instância, realizou uma grande bicicleta que adiantou o conjunto de Solari.

Consulta ao VAR
Depois do 0-1, os blancos procuraram pausar o encontro. No entanto, apenas nove minutos depois, o Atlético de Madrid fez o empate. Correa roubou a Vinicius uma bola dividida na qual os merengues reclamaram falta e viu a desmarcação de Griezmann, que definiu perante Courtois. O assistente assinalou fora de jogo do avançado francês, mas o VAR concedeu o golo. 

RAMOS SOMA 11 TENTOS E ESTA JÁ É A SUA TEMPORADA MAIS GOLEADORA.

As numerosas interrupções dificultavam a fluidez do jogo madridista. As ocasiões escasseavam, apesar de Kroos, aos 37’, testar Oblak com um disparo de fora da área. Quando parecia que se ia para o intervalo com um empate, uma sensacional jogada de Vinicius pela esquerda provocou o penálti de Giménez que o VAR corroborou. Ramos marcou o 1-2 fazendo o seu décimo primeiro tento da temporada.

As primeiras oportunidades do recomeço foram rojiblancas. Morata e Griezmann prouraram o empate com remates seguidos. O avançado espanhol viu um golo ser anulado aos 54’ por fora de jogo. Enquanto, Solari deu descanso a Vinicius e fez entrar Bale. Aos 60’, Courtois fez uma boa defesa a disparo de Giménez. Pouco depois, Morata reclamou penálti, mas nem o árbitro nem o VAR detectaram alguma infracção.

100 golos de Bale
O jogo continuava muito disputado, com demasiadas faltas e poucas ocasiões de golo. Foi então que apareceu a qualidade merengue. Uma rápida transição ofensiva deixou Bale em posição de disparo após uma grande assistência de Modric. O remate cruzado do galês resultou no 1-3 (74’), e no seu golo número 100 no Real Madrid. O Atlético de Madrid ficou reduzido a dez aos 80’ por duplo amarelo a Thomas. O jogo estava decidido mas Bale podia ter aumentado a conta de cabeça. No final, 1-3 e o Real Madrid soma e segue. Agora, vem a Champions.

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

_HE21393Thumb.jpg

Lucas Vázquez marcou o golo do Real Madrid, que joga a qualificação a 27 de Fevereiro em casa.

Sem Título 2.png

O Real Madrid e o Barcelona deixam tudo para decidir na segunda mão, apesar dos blancos partirem com vantagem devido ao facto dos golos fora de casa. O Bernabéu vai sentenciar no dia 27 após um encontro que os madridistas começaram de forma espectacular. Com uma pressão muito alta surpreenderam o adversário, roubavam o esférico no campo contrário e criavam jogadas de perigo. Assim chegou o primeiro disparo do encontro. Qum tentou foi Kroos de zona frontal, mas Ter Stegen despejou com os punhos aos 5’.


Um minuto depois, e após outro roubo de bola, apareceu o tento com o qual os merengues foram em vantagem para o intervalo. Centrou Vinicius Jr. ao segundo poste e ali apareceu Benzema. O francês ganhou as costas a Jordi Alba, controlou e fez um passe para trás. Lucas Vázquez fez o resto ao definir com o pé esquerdo de primeira. O jogo dos visitantes estava a ser para recordar. Tinham a bola e sofriam pouco perigo. Assim se chegou à meia hora de jogo.

Grande estirada de Keylor Navas
A partir daí, e talvez devido à exigência física da excelente pressão do Real Madrid, os jogadores da casa tomaram conta do esférico e começaram a criar perigo, sobretudo de bolas paradas. Malcom marcou uma falta aos 32’ e a cabeçada de Rakitic terminou na trave da baliza de Keylor Navas. Três minutos depois rematou Luis Suárez com o pé esquerdo de zona forntal e encontrou pela frente uma bonita estirada do guardião merengue como resposta. 

O REAL MADRID ESTÁ INVICTO HÁ 6 JOGOS. 

O Barcelona apertou em busca do empate depois da passagem pelos balneários e conseguiu-o aos 58’. Keylor Navas foi mais rápido que Jordi Alba numa bola longa e Luis Suárez disparou ao poste na recarga. A bola caiu nos pés de Malcom, que a colocou no fundo das redes. O Real Madrid tentou adiantar as linhas com o golo e recuperar a pressão alta. Solari fez entrar ao 64’ Casemiro e Bale para os lugares de Llorente, que saiu lesionado, e Vinicius Jr.

Ocasiões
O encontro transformou-se num de parada e resposta constante, apesar de se terem criado apenas ocasiões. A mais clara foi para os blancos aos 81’. Despejou Ter Stegen e a bola caiu aos pés de Benzema, que o entregou a Bale. O galês, sem o guarda-redes da equipa da casa entre os postes, acertou com o esférico num defesa rival no seu remate. Quatro minutos mais tarde Kroos marcou uma falta e o remate de cabeça de Casemiro não acertou na baliza por muito pouco. A meia-final será decidida no Bernabéu.

 

Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00



Agenda do Real Madrid


Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (19/02/2018)

>

as (19/02/2018)

>

Ballon d'Or France Football 2018


THE BEST FIFA MEN'S PLAYER 2017/18


UEFA Men's Player of the Year 2017/18


Publicidade



Espectadores