Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


_AV15055_horThumb.jpg

Usa a braçadeira desde a temporada 2015/16 e o primeiro troféu que ganhou foi a Undécima.
 
Sergio Ramos continua a ganhar títulos e a ampliar o palmarés no Real Madrid. Depois da conquista do último Mundial de Clubes, no Zayed Sports City Stadium de Abu Dabi, o central já acumula 20 títulos ao serviço do clube. Ramos leva quatro temporadas como capitão, período durante o qual obteve 10 títulos.

Asumiu a braçadeira, que estava na posse de Casillas, no início da temporada 2015/16. A partir daí, ergueu pelo menos um troféu em cada uma das épocas. A Undécima em Milão foi a primeira das 10 conquistas como capitão: 3 Champions League, 3 Mundiais de Clubes, 2 Supertaças da Europa, 1 Liga e uma Supertaça de Espanha.

Palmarés espectacular
O palmarés completo de Sergio Ramos integra 20 títulos pelo Real Madrid: 4 Taças dos Campeões Europeus, 4 Mundiais de Clubes, 3 Supertaças da Europa, 4 Ligas, 2 Taças do Rei e 3 Supertaças de Espanha. Foi nove vezes eleito para o Onze Mundial da FIFA FIFPro, duas vezes Melhor Defesa da Champions, e uma vez Melhor Jogador da final da Champions e da Supertaça da Europa, possuindo ainda uma Bola de Ouro do Mundial de Clubes. Além disto, ao serviço da selecção sagrou-se campeão do mundo em 2010 e da Europa em 2008 e 2012.
 
Artigo publicado no site Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:34

O guarda-redes, de 30 anos, contribuiu de maneira decisiva para a conquista da 11.ª Liga dos Campeões pela equipa madrilena.

transferir.jpeg 

Keylor Navas, guarda-redes costarriquenho do Real Madrid, que em 2016 ganhou três competições com o clube espanhol de futebol, vai receber esta terça-feira o Troféu EFE de Jogador Ibero-americano do Ano, anunciou hoje a agência de notícias espanhola.

 

Navas, que na temporada passada ganhou a Liga dos Campeões, a Supertaça europeia e o Mundial de Clubes com o Real Madrid, vai receber, na terça-feira, o Troféu EFE, no Auditório de Eventos da agência noticiosa, em Madrid.

 

O guarda-redes, de 30 anos, contribuiu de maneira decisiva para a conquista da 11.ª Liga dos Campeões pela equipa madrilena, registando ao longo do torneio a segunda melhor marca de imbatibilidade na história da ‘Champions’.

 

Navas esteve 738 minutos sem sofrer um golo e manteve a sua baliza a zero nos seis encontros da fase de grupos e nos dois jogos correspondentes à eliminatória dos oitavos de final. Foi, também, titular na final do Mundial de Clubes, disputada em dezembro no Japão, da qual os ‘merengues’ saíram vencedores frente aos japoneses do Kashima Antlers, por 4-2, após prolongamento.

 

Do ponto de vista individual, Navas encerrou a temporada com apenas 31 golos sofridos nos 45 jogos que disputou, com uma média de 0,68 golos sofridos por encontro.

 

in SAPO Desporto

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:17

O melhor de 2016 no Real Madrid

por Pedro Silva, em 31.12.16

Satellite.jpeg

Com Zidane como técnico, os merengues conseguiram três títulos: a Undécima, o Mundial de Clubes e a Supertaça da Europa.

 

O ano de 2016 já tem um lugar de honra nos 114 anos de história do Real Madrid. O clube merengue ganhou, tal como em  2014, a tripla coroa internacional: Champions League, Supertaça da Europa e Mundial de Clubes. Mas antes de conquistar estes títulos, o ano começou com a chegada de Zidane ao banco madridista. A 4 de Janeiro, o francês foi apresentado como novo treinador dando início a uma dinâmica ganhadora que tornou o ano inesquecível.

Zidane teve uma trajectória de lenda como jogador e os seus primeiros passos não podiam ter sido melhores. Com o francês, o Real Madrid é a equipa da Liga que mais pontos somou, lutou pela edição de 2015/16 até à última jornada e estabeleceu um novo recorde de vitórias consecutivas do clube nessa competição: 16. Uma série, na qual se superou com êxito o exame do Camp Nou, com um grande triunfo por 1-2 graças aos golos de Benzema e de Cristiano Ronaldo.

 

O grande momento de 2016 aconteceu na Liga dos Campeões. O herói na Nona converteu-se no treinador da Undécima. Os brancos ultrapassaram as eliminatórias frente à Roma, Wolfsburgo e Manchester City para atingir a final de Milão ante o Atlético de Madrid. No San Siro voltou-se a viver uma noite mágica para se alcançar a décima primeira Taça dos Campeões Europeus.
 
Vitória na rodada de penáltis
Como já fizera na Décima, Ramos voltou a marcar numa final da Champions e foi o autor do 1-0. Após o empate do Atlético e o prolongamento, o desafio decidiu-se desde a marca de grande penalidade. O Real Madrid assinou uma série perfeita e Cristiano, máximo goleador dessa edição da Champions com 16 tentos, marcou o penálti decisivo.

 

O início da temporada 2016/17 surgiu com a conquista de um novo título: a terceira Supertaça da Europa. O Lerkendal Stadion de Trondheim (Noruega) foi o cenário desse encontro, no qual o Sevilha foi o adversário. Uma vez mais, o Real Madrid teve que lutar até ao fim para levantar o troféu. Asensio estreou-se em jogos oficiais com um golaço, mas o Sevilha deu a volta ao marcador. Ramos transformou-se em herói ao levar o jogo para prolongamento com um golo aos 93', tendo Carvajal resolvido o encontro no último minuto do tempo extra.

 

O Real Madrid tem estado invicto desde o começo de Abril, encadeando 37 jogos sem perder (recorde do clube). Para além dos títulos, esta grande série permite que os madridistas encerrem 2016 como líderes da Liga. Nesta prova, a visita ao Camp Nou em 3 de Dezembro voltou a ser um momento de grande emoção, graças ao golo do empate de Ramos ao minuto 90’. O capitão voltou a aparecer nos últimos minutos e viu recompensada a entrega do Real Madrid até ao apito final.

 

O ano culminou com a conquista do segundo Mundial de Clubes, que converteu o Real Madrid no único pentacampeão do mundo. O encontro teve lugar no Japão e na final venceu o Kashima Antlers (4-2). Os merengues tiveram de voltar a esperar pelo prolongamento para se sagrarem campeões e Benzema e Cristiano Ronaldo marcaram os golos. O português, que poucos dias antes recebera a Bola de Ouro de 2016, fez um hat-trick diante dos japoneses e foi eleito melhor jogador do torneio.

 

Com este triunfo histórico no Japão, o Real Madrid colocou a cereja no topo do bolo de um ano inesquecível e tem a honra de durante 2017 fazer brilhar nas suas camisolas o símbolo de campeão do mundo.

 

in Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:49

_3AM1762_hThumb,0.jpg 

O Real Madrid inicia no Santiago Bernabéu o desafio de revalidar o título (19:45 h portuguesa). 

 

Regressa a Champions, regressa o campeão. Arranca o desafio de revalidar o título da maior competição europeia, algo que ninguém conseguiu desde que se instaurou o actual formato. O Sporting Clube de Portugal, líder isolado da sua Liga, será o primeiro adversário do Real Madrid na Fase de Grupos. Esta noite, às 19:45 hora portuguesa, soará novamente o hino da Champions no Santiago Bernabéu no início da caminhada até à final de Cardiff.

Passaram três meses e meio desde que todo o madridismo desfrutou da Décima Primeira em Milão. Mas esta equipa nunca descansa. Já o demonstrou nos primeiros jogos da temporada: vencedor da Supertaça Europeia e líder isolado na Liga. O próprio Zidane admitia na sala de imprensa as boas sensações: “Estamos contentes por começar a Champions. Sabemos a importância da competição e estamos preparados”.

Novidades

Para o encontro, o técnico branco convocou 19 futebolistas. James, Casemiro e Marcelo sao as principais novidades relativamente ao jogo contra o Osasuna. O lateral brasileiro encara a competição “com a mesma convicção de sempre e com vontade de dar alegrias aos adeptos”. Na convocatória também não falta Cristiano Ronaldo, que vai enfrentar a equipa onde se formou. O melhor marcador da história da Champions vai querer continuar a fazer história com o Real Madrid.

 

INVICTOS NA ESTREIA EM CASA NA TAÇA DOS CAMPEÕES EUROPEUS (44 VITÓRIAS E 2 EMPATES). 

 

O Sporting Clube de Portugal chega ao Bernabéu após conseguir um excelente início de temporada. A equipa orientada por Jorge Jesus, que enfrenta a sua segunda época à frente da equipa, lidera o campeonato caseiro com pleno de vitórias. O Sporting disputa a sétima Fase de Grupos da Champions depois de terminar a época passada em segundo lugar da Liga Portuguesa.
 

Precedente

Real Madrid e Sporting Clube de Portugal já se enfrentaram na Fase de Grupos da Champions 2000/01. Os brancos ganharam 4-0 em casa e empataram 2-2 em Lisboa. À margem deste precedente favorável, os madridistas vão procurar manter os excelentes números que apresentam na Champions no Bernabéu, onde marcaram nos últimos 30 jogos. Além disso, nunca perderam o primeiro jogo em casa na Taça dos Campeões Europeus (44 vitórias e 2 empates). Regressa à emoção da Champions ao Santiago Bernabéu.

 

in Real Madrid CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:02



Agenda do Real Madrid


Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

MARCA (19/02/2018)

>

as (19/02/2018)

>

Ballon d'Or France Football 2018


THE BEST FIFA MEN'S PLAYER 2017/18


UEFA Men's Player of the Year 2017/18


Publicidade



Espectadores